O lado kids da força

Certa vez, rolando a dashboard do meu falecido Tumblr, achei um desenho muito fofinho de Darth Vader e a princesa Leia. Fiquei me perguntando quem era o responsável por essa proeza e acabei achando o cartunista Jeffrey Brown. Apaixonado pelo universo Star Wars desde criança, Brown foi convidado pelo Google para fazer um doodle de homenagem ao dia dos pais, o qual ele faria sobre a relação entre Darth Vader e Luke Skywalker, este último com apenas quatro anos. Por ser a mesma idade que o seu filho tinha na época, Brown teve a inspiração para os quadrinhos da sua própria experiência com a paternidade. Quando o Google desistiu da idéia, Brown aproveitou seus desenhos para criar um livro, Darth Vader e Filho.

Premiado com o Eisner de melhor HQ de humor em 2013, Darth Vader e Filho lançado no Brasil pela editora Aleph, é repleto de imagens que retratam a relação amorosa e fraternal (que originalmente nunca existiu) entre Lord Vader e Luke Skywalker. Não precisa ser muito fã da saga para saber que Luke só chegou a tomar conhecimento da paternidade de Darth Vader já na sua fase adulta, por isso a relação fofa e amorosa ainda na infância de Luke pode parecer bizarra, mas ainda assim muito criativa e engraçada.

Nesse livro, o Lord dos Siths precisa conciliar seu tempo entre comandar um império e tomar conta de Luke de apenas quatro anos de idade. Com várias referências a diálogos, cenas e personagens dos VI episódios, os quadrinhos nos mostram como os desafios da paternidade são iguais até mesmo numa galáxia muito muito distante. Luke, como um garoto qualquer da sua idade, tem birras com a irmã gêmea, dificuldade em ir para cama cedo, adora biscoitos, fica de castigo por não recolher os brinquedos, desenha para o pai, faz guerra de comida e quer adotar qualquer bichinho que encontra pela frente.  No livro, Brown nos mostra que até mesmo a infância de um jovem destinado a ser Jedi, pode ser mais comum do que imaginávamos.

O sucesso de Darth Vader e Filho foi tanto que Brown resolveu fazer uma extensão retratando a relação entre Vader e a princesa Leia, irmã gêmea de Luke. Em A Princesinha de Vader, o Lord dos Siths continua governando o império galáctico e ainda tenta acabar com a aliança rebelde, mas nesse meio tempo, precisa cuidar da sua filha Leia Organa, enquanto ela transita de uma menininha meiga para uma jovem rebelde. Diferente de Darth Vader e Filho, que representa todo o tempo Luke com apenas 4 anos, neste livro podemos acompanhar diferentes fases da vida de Leia, desde criança, até inicio da fase adulta.

Nestes quadrinhos podemos ver um lado mais amoroso de Darth Vader, brincando de chá de bonecas, ensinando a princesa a escovar os dentes, levando-a para escola, suportando mimos e birras com todo carinho nada característico do poderoso Sith. E é justamente esse o objetivo de Brown: Colocar alguém frio, poderoso e impiedoso como Lord Vader numa posição boba e fraternal como pai de duas crianças que sempre estragam seus planos. Os quadrinhos exploram também o lado zeloso e ciumento de Darth Vader, dando conselhos amorosos à filha apaixonada por Han Solo, e implicando com o rapaz num jantar em família.

 

  • Onde encontrar:

Darth Vader e Filho – Amazon / Submarino / Livraria Cultura

A Princesinha de Vader – Amazon / Submarino  / Livraria Cultura

 

Você pode gostar também de

Comentários 1

Deixe uma resposta