livros

7 Posts Volte pro início

Te ver remar

Numa noite fria de Salvador, quase madrugada, após ler mais algumas páginas sobre Vadinho, um dos maridos de Dona Flor, senti a necessidade de fazer uma leitura mais leve e simples. Não que Dona Flor fosse um livro pesado, mas eu já estava ficando um pouco confusa com tantos personagens e a história ainda nem estava na metade.

Domingo Literário: início da maratona literária de inverno

Tirei o último dia 16 de julho apenas para ler. Foi um domingo literário e mais o início da minha participação na Maratona Literária de Inverno 2017 – #MLI2017.

Geralmente divido meu tempo livre em leituras, séries/filmes/documentários, internet e qualquer outra atividade do tipo e não apenas para ler. Foi um dia interessante. Quero fazer outros similares até o final do ano. Foi bom para adiantar umas leituras menores que estavam atrasadas. E pra entender melhor meu ritmo de leitura. Finalizei 3 livros, um total de 363 páginas.

As coisas boas de junho/2017

Junho, o mês FFF – férias, frio e forró. Por aqui esse foi o clima geral do mês. Passei junho no interior (na verdade, ainda estou aqui) e foi um período de frio, chuva, fumaça, comidas típicas juninas, forró, licor, família e velhos amigos. Mas, claro, que foi um mês de excelentes leituras, filmes e séries. E é sobre essas coisas boas culturais que vou comentar hoje.

Leituras de junho/2017

Um mês quase todo de leituras digitais! Sou uma super incentivadora dos e-books. Meu foco é sempre a história, a narrativa, e só depois vem o formato. Óbvio que há livros que gostaria de ter a edição impressa em casa, mas já faz um tempo que esse desejo é apenas um detalhe e não um motivo para adiar a leitura de uma obra.

No vídeo comento quais foram as leituras de junho/2017. Confira e me diga também o que você leu durante o mês. 😉

#AmandoJorge – Leitura compartilhada de Dona flor e seus dois maridos

Em 2016, comecei o projeto literário #AmandoJorge, em parceria com a Isabela Libório, do blog Le it Be(La), para ler as obras do escritor baiano Jorge Amado em ordem cronológica. Li apenas dois livros: O país do Carnaval e Cacau. Já havia lido do autor Gabriela, cravo e canela, Capitães da AreiaA morte e A morte e a morte de Quincas Berro d’Água. 

Navigate