O casal que mora ao lado – Shari Lapena

O Grupo Editorial Record enviou para os parceiros o best-seller internacional O casal que mora ao lado enrolado numa fralda de bebê com cheiro de talco. Eu ri e fiquei super curiosa. E ainda mais quando li o sub-título “as pessoas são capazes de qualquer coisa”. A autora Shari Lapena, uma canadense advogada, não poupou reviravoltas para nos deixar intrigados com esse thriller psicológico

Anne e Marco Conti acabaram de ter um bebê, Cora. Após seis meses do nascimento da criança, o casal precisa aprender a lidar com a depressão pós-parto de Anne e o afastamento de vários amigos, inclusive do casal que mora lado, Cynthia e Graham.

Mas uma oportunidade de aproximação entre os casais surge quando Cynthia resolve dar um jantar na noite de aniversário de Graham e convida os Conti. Porém existe uma condição: eles não podem levar a criança. A verdade é que Cynthia não tem a menor paciência com bebês. Como os Conti possuem uma babá, tudo fica resolvido. Só que na última hora, a babá liga dizendo que teve um imprevisto e não vai poder tomar conta de Cora naquela noite.

Marco convence Anne a não desistir do jantar com as ideias de que Cora ficará bem sozinha, eles podem levar a babá eletrônica e a cada meia hora podem se revezar para dar uma olhada na filha. E assim, eles vão para o jantar que segue de modo incômodo para Anne. Ela está preocupada com Cora, insegura com seu corpo e sua vida, e a exuberante Cynthia passa a noite toda flertando com Marco.

Quando finalmente retornam para casa, Marco e Anne encontram a porta aberta. Assustados, sobem as escadas direto para o quarto de Cora e a partir daquele momento o pesadelo começa: Cora desapareceu.

E a nossa agonia também começa, amigo leitor. Afinal onde está essa criança? E quem poderia tê-la raptado em tão curto espaço de tempo, já que o revezamento de Marco e Anne estava acontecendo de forma perfeita? E os pais, eles agiram corretamente ao deixar uma criança de seis meses sozinha durante a noite? Podemos julgá-los como negligentes?

São muitas perguntas e somos levados a criar várias teorias ao longo da leitura. Shari escreve a história sobre três pontos de vista, o de Anne – conhecemos intimamente os sentimentos de uma mulher que tinha uma boa carreira profissional e quando resolveu se dedicar à maternidade, se encontrou depressiva e infeliz; o de Marco – um homem ambicioso, que ama a família e seu trabalho, quase na mesma medida, mas que está entrando em falência; e o do detetive Rasbach – que é nosso ponto de dúvida. Ele vai nos fazer acreditar que os pais são potenciais culpados do desaparecimento de Cora.

Além dessas personagens, temos ainda o estranho casal Cynthia e Graham e os ricos e possessivos pais de Anne. Todos eles são peças fundamentais para descobrirmos o que aconteceu com Cora.

O casal que mora ao lado é o tipo de livro que a cada capítulo vai nos fazer criar uma teoria. No próximo, a teoria cai por terra e iniciamos outra, na medida que julgamos e tentamos ser empáticos com Anne e Marco. E devo dizer que não é uma tarefa fácil porque descobrimos muitas mentiras e segredos escondidos na vida do casal e todos que o rodeiam.

E ainda por trás do mistério do sequestro de Cora, o livro levanta assuntos intrigantes como a depressão pós-parto, traição, ambição e, claro, a grande questão: as pessoas são realmente capazes de qualquer coisa(?!).

Espalhe “O casal que mora ao lado – Shari Lapena” por aí! 😉 

6 Comentários

  1. Nossa esse livro parece bom, adorei a resenha e vou por na minha lista, deixar uma criança de 6 meses sozinha..só Jesus viu rsrs

  2. Eita! Que tensão! Já tinha visto esse livro, mas não conhecia a história. Fiquei bem curiosa para saber como é o desenrolar da questão!
    Mais um livro para a lista Hahahahaha

    • Jeniffer Geraldine Reply

      hahahaah essa sua visita rendeu mts livros novos, hein?!
      é um suspense legal, Ana.
      Gostei de ter lido.
      bjão

Deixe um comentário:

Navigate