Isto E aquilo: escolhas diárias de cuidado de si

Desde 2019 busco formas de manter o hábito da leitura além das obrigações do mestrado. Em 2020, algo que se consolidou na minha rotina foi ler por 15 minutos toda manhã, durante o momento que chamei de sol & leitura. Precisava tomar sol para ajudar a estimular a produção da vitamina D e queria voltar a ler qualquer coisa que não estivesse relacionada à pesquisa.

Aos poucos a rotina foi sendo estabelecida. Mas encontrei o desafio de vencer o pensamento de que precisava logo iniciar a rotina de trabalho, a rotina produtiva. No início achava demais tirar 15 minutos para ficar lendo e olhando o céu quase sempre azul. Era como se estivesse fazendo algo errado. Ficava remoendo o pensamento de que deveria estar lendo algum livro teórico feminista ou produzindo para a dissertação. Mas, gente, eram apenas 15min.

Em um mundo de ritmo frenético parece mesmo absurdo tirar 15min para ler ou apenas sentir o tempo passar. A gente dissocia muito lazer e descanso de produtividade. Sendo que, na verdade, somos muito mais produtivos quando estamos descansados e inspirados. Christine Carter, autora de O ponto de Equilíbrio, diz que atingimos o estado de equilíbrio quando conseguimos realizar mais com menos esforço. Vou chamar também este ponto de equilíbrio como ponto de produtividade. É o momento em que temos liberdade e força, e que o corpo e mente estão em harmonia. O contrário disso tudo é estarmos fora do eixo, cansados, apenas seguindo o fluxo externo de obrigações.

No início de 2021, vou aumentar o tempo do momento de leitura matinal de 15 para 30 minutos. E também inclui na rotina o momento de leitura noturna para ficção. Durante a noite o desafio é vencer as piscinas infinitas das redes sociais. Quando não são os pensamentos limitantes que nos bloqueiam, são os brilhos das telas que nos enfeitiçam. É coisa! Mas também isso não quer dizer que viver é sempre uma guerra de escolhas, que precisamos estar sempre entre o isto OU aquilo. Podemos também optar por isto E aquilo. O desafio mesmo é saber dosar a quantidade de cada atividade, de cada isto e de cada aquilo, para seguir com boas escolhas diárias de cuidado de si.

Espalhe por aí:
Escrito por Jeniffer Geraldine
Baiana, escritora, jornalista e professora. Apaixonada por livros, fotografia, séries, filmes, pôr do sol, olhar pela janela, música e viajar.