Voltei para o Notion

Em setembro entrei numa vibe de reorganizar as ferramentas que uso na minha organização. Foi o momento ideal para fazer isso já que tinha finalizado dois projetos importantes – o mestrado e a formação pedagógica.

Primeiro eu fiz todo aquele processo de arquivar os materiais importantes no Google Drive. Se tratando do mestrado, arquivei a minha produção acadêmica do período. E no Evernote deixei os materiais de estudo como fichamentos e textos lidos. Mas também alguma documentação mais burocrática, como os arquivos da bolsa de estudos, comprovantes de matrícula, pois uso o Evernote para arquivar meus documentos pessoais.

Quando estava no meio desse processo de destralhar e arquivar no Evernote, percebi que muita coisa ali estava realmente virando arquivo. Não era nada que fosse realizar alguma alteração pelos próximos meses. Mas eu segui no processo. Acabei reorganizando meu sistema no Evernote mesmo.

Meu sistema é organizado da seguinte maneira:

  • Agenda (Google Agenda)
  • Lista de tarefas
  • Lista de projetos em andamento
  • Lista de projetos em espera
  • Arquivos de referências e suporte

Depois que reorganizei e dei adeus para esses projetos da área de estudo (muito feliz e grata), comecei a pensar no que vou estudar nos próximos meses. Como já compartilhei aqui sou adepta da Universidade Pessoal e do Lifelong Learning. E com o fim do mestrado e formação pedagógica posso voltar a ler e estudar sobre os assuntos que estavam na minha lista de espera. Tenho alguns cursos pausados, outros em espera, e também livros gritando na prateleira para que eu os leia.

Comecei a montar um programa de estudos com cursos e leituras para os próximos seis meses. Coloquei tudo no Evernote. Mas foi aí que eu comecei a perceber que esse sistema de organização de estudos na minha cabeça estava indo além do que o Evernote pode me oferecer no momento. Mesmo com o esquema de notas, cadernos e etiquetas, estava ficando tudo muito armenguado (bagunçado, improvisado demais – caso você não seja da Bahia rs). Não me agradou. Foi então que uma luzinha brilhou forte por aqui: hora de voltar para o Notion!

Foi interessante perceber que eu ainda estava muito apegada ao fato de ter muitos arquivos de dois grandes projetos em andamento no Evernote. Mas eles haviam chegado ao fim e poderia desapegar do Evernote. E vida que segue!

Estrutura principal do meu Notion
Estrutura da dashboard
Estrutura da Universidade Pessoal

Montei meu sistema do Notion. E venho ajeitando aos poucos, sempre com foco no que eu preciso (organização listada acima) e com uma atenção mais especial a Universidade pessoal – leituras e cursos. massa!

Uma das minhas travas em relação ao Notion era a escrita. Mas agora me acostumei bastante. Isso se deve a escrita no WordPress. Eu passei a escrever meus posts na própria plataforma do WordPress e ela se parece bastante com a parte de escrita do Notion. Optei em escrever no WP para otimizar o processo de escrita e formatação de posts. E também porque eu mudei a forma de criar conteúdo, agora o blog vem em primeiro lugar. Depois eu conto melhor essa história. Mas o WP me ajudou a acostumar com a escrita no Notion. E estou mais tranquila para escrever na ferramenta.

Página de leituras
Propriedades da página de leitura

O Evernote virou realmente uma ferramenta para arquivos. Todos os meus documentos pessoais, certificados, arquivos de estudos mais pesados ficam nele. Continuo também usando o Webclipper que sempre achei fantástico. E a função de escanear arquivos que também é bem útil. Porém tenho que dizer que já comecei a testar o Notion para WebClipper. Vou vendo no que vai dar…

Depois volto para compartilhar mais sobre o uso do Notion de modo geral. 😉

Qualquer coisa, diz aí nos comentários!



Espalhe por aí:

4 Comentários

  1. Oi, gostei do que li, obrigado por compartilhar.
    Gostaria de saber se tu usa algum tamplete no Notion, se sim qual?

    1. Jeniffer Geraldine

      01/12/2021 em 15:22

      Oie, Yuri!
      Uso templates criados por mim. 🙂

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *