Uma infância diferente

Ao pensar em infância, logo imaginamos uma fase cheia de alegria, mas para muitas crianças não é bem assim. Nem tudo é um conto de fadas. Há crianças que precisam lidar bem cedo com as adversidades da vida. Na literatura, temos alguns livros que exemplificam essa infância/adolescência “diferente” e é preciso lê-los em casa, na sala de aula, nas comunidades, em todo lugar.

Abaixo listei alguns livros que li nos últimos tempos com personagens que precisaram enfrentar os obstáculos da vida bem cedo e que podem servir de reflexão sobre infância, adolescência e família.

Joe Speedboat – Tommy Wieringa

joe_speedboat_Sinopese: Fransje, o narrador de Joe Speedboat, tem 15 anos e acaba de sair de um coma no qual entrou depois de um terrível acidente, seis meses antes. Não pode andar nem falar. Seu único meio de locomoção é uma cadeira de rodas; e ele só é capaz de se expressar através da escrita, que pratica usando o braço e a mão direitos, os quais continuam intactos. É dessa forma que ele registra cada detalhe da vida cotidiana em Lomark, o povoado onde mora. Seus diários, seu senso de humor e os ensinamentos do grande samurai Miyamoto Musashi são os três eixos da vida de Fransje, que muda radicalmente quando ele conhece Joe Speedboat – um rapaz extraordinário, que caiu sobre a letárgica Lomark com a força de um meteorito enquanto Fransje estava em coma. Joe é um menino excepcionalmente vital e rebelde, que apresenta uma intrepidez típica de outros tempos e uma engenhosidade fora do comum. Além disso, é a única pessoa capaz de vislumbrar algum potencial na deficiência do parceiro. Eles virão a se tornar amigos inseparáveis e, quase sem perceber, trilharão juntos o caminho da inocência à idade adulta.

Leia minha opinião l Gostou? Compre o livro na Amazon!

Dois Irmãos – Milton Hatoum

Sinopse:dois_irmaosDois Irmãos” é a história de como se constroem as relações de identidade e diferença numa família em crise. É a história de dois irmãos gêmeos – Yaqub e Omar – e suas relações com a mãe, o pai e a irmã. Moram na mesma casa Domingas, empregada da família, e seu filho. Esse menino – o filho da empregada – narra, trinta anos depois, os dramas que testemunhou calado. Buscando a identidade de seu pai entre os homens da casa, ele tenta reconstruir os cacos do passado, ora como testemunha, ora como quem ouviu e guardou, mudo, as histórias dos outros. Do seu canto, ele vê personagens que se entregam ao incesto, à vingança, à paixão desmesurada. O lugar da família se estende ao espaço de Manaus, o porto à margem do rio Negro: a cidade e o rio, metáforas das ruínas e da passagem do tempo, acompanham o andamento do drama familiar. Prêmio Jabuti 2001 de Melhor Romance.

Leia minha opinião l Gostou? Compre o livro na Amazon!

Persépolis – Marjane Satrapi

persepolisSinopse: Marjane Satrapi tinha apenas dez anos quando se viu obrigada a usar o véu islâmico, numa sala de aula só de meninas. Nascida numa família moderna e politizada, em 1979 ela assistiu ao início da revolução que lançou o Irã nas trevas do regime xiita – apenas mais um capítulo nos muitos séculos de opressão do povo persa.
Vinte e cinco anos depois, com os olhos da menina que foi e a consciência política à flor da pele da adulta em que se transformou, Marjane emocionou leitores de todo o mundo com essa autobiografia em quadrinhos, que só na França vendeu mais de 400 mil exemplares.
Em Persépolis, o pop encontra o épico, o oriente toca o ocidente, o humor se infiltra no drama – e o Irã parece muito mais próximo do que poderíamos suspeitar.

Gostou? Compre o livro na Amazon!

A elegância do ouriço – Muriel Barbery

a_elegancia_do_ourico_1351879572bSinopse: À primeira vista, não se nota grande movimento no número 7 da Rue de Grenelle: o endereço é chique, e os moradores são gente rica e tradicional. Para ingressar no prédio e poder conhecer seus personagens, com suas manias e segredos, será preciso infiltrar um agente ou uma agente ou por que não? duas agentes. É justamente o que faz Muriel Barbery em A “Elegância do Ouriço”, seu segundo romance. Para começar, dando voz a Renée, que parece ser a zeladora por excelência: baixota, ranzinza e sempre pronta a bater a porta na cara de alguém. Na verdade, uma observadora refinada, ora terna, ora ácida, e um personagem complexo, que apaga as pegadas para que ninguém adivinhe o que guarda na toca: um amor
extremado às letras e às artes, sem as nódoas de classe e de esnobismo que mancham o perfil dos seus muitos patrões.

Veja minha opinião l Gostou? Compre o livro na Amazon!

O Quarto – Emma Donoghue

quarto_1302560393bSinopse: Para Jack, um esperto menino de 5 anos, o quarto é o único mundo que conhece. É onde ele nasceu e cresceu, e onde vive com sua mãe, enquanto eles aprendem, leem, comem, dormem e brincam. À noite, sua mãe o fecha em segurança no guarda-roupa, onde ele deve estar dormindo quando o velho Nick vem visitá-la.

O quarto é a casa de Jack, mas, para sua mãe, é a prisão onde o velho Nick a mantém há sete anos. Com determinação, criatividade e um imenso amor maternal, a mãe criou ali uma vida para Jack. Mas ela sabe que isso não é suficiente, para nenhum dos dois. Então, ela elabora um ousado plano de fuga, que conta com a bravura de seu filho e com uma boa dose de sorte. O que ela não percebe, porém, é como está despreparada para fazer o plano funcionar.

Leia minha opinião sobre o filme l Gostou? Compre o livro na Amazon!

A lista negra – Jennifer Brown

a_lista_negra_1331344331bSinopse: E se você desejasse a morte de uma pessoa e isso acontecesse? E se o assassino fosse alguém que você ama? O namorado de Valerie Leftman, Nick Levil, abriu fogo contra vários alunos na cantina da escola em que estudavam. Atingida ao tentar detê-lo, Valerie também acaba salvando a vida de uma colega que a maltratava, mas é responsabilizada pela tragédia por causa da lista que ajudou a criar. A lista com o nome dos estudantes que praticavam bullying contra os dois. A lista que ele usou para escolher seus alvos. Agora, ainda se recuperando do ferimento e do trauma, Val é forçada a enfrentar uma dura realidade ao voltar para a escola para terminar o Ensino Médio. Assombrada pela lembrança do namorado, que ainda ama, passando por problemas de relacionamento com a família, com os ex-amigos e a garota a quem salvou, Val deve enfrentar seus fantasmas e encontrar seu papel nessa história em que todos são, ao mesmo tempo, responsáveis e vítimas. A lista negra, de Jennifer Brown, é um romance instigante, que toca o leitor; leitura obrigatória, profunda e comovente. Um livro sobre bullying praticado dentro das escolas que provoca reflexões sobre as atitudes, responsabilidades e, principalmente, sobre o comportamento humano. Enfim, uma bela história sobre auto-conhecimento e o perdão.

Leia minha opinião l Gostou? Compre o livro na Amazon!

Extraordinário – R. J. Palacio

extraordinario_1444611514297222sk1444611514bSinopse: August Pullman, o Auggie, nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma severa deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações médicas. Por isso, ele nunca havia frequentado uma escola de verdade… até agora. Todo mundo sabe que é difícil ser um aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tão diferente. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular de Nova York, Auggie tem uma missão nada fácil pela frente: convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros.

R. J. Palacio criou uma história edificante, repleta de amor e esperança, em que um grupo de pessoas luta para espalhar compaixão, aceitação e gentileza. Narrado da perspectiva de Auggie e também de seus familiares e amigos, com momentos comoventes e outros descontraídos, Extraordinário consegue captar o impacto que um menino pode causar na vida e no comportamento de todos, família, amigos e comunidade. Um impacto forte, comovente e, sem dúvida nenhuma, extraordinariamente positivo, que vai tocar todo o tipo de leitor.

Gostou? Compre o livro na Amazon!

Trash – Andy Mulligan

trash_1386307370bSinopse: Não por acaso, Raphael, Gardo e Rato são adolescentes que vivem e trabalham no lixão de Behala, situado em um país de terceiro mundo não nomeado, mas que poderia ser qualquer um da América Latina. A ocupação deles é revirar o lixo em busca de plástico e papel, de onde tiram o sustento da família. Dia após dia, sabem exatamente o que encontrarão: barro e mais barro. Ainda assim, sempre esperam por algo surpreendente, que altere essa difícil realidade. Até que eles enfim têm um dia de sorte – mas o bilhete premiado se mostra muito mais perigoso do que parecia. O segredo está em uma bolsa encontrada em meio ao lixo, contendo um documento, algum dinheiro e uma chave dourada que pode abrir todas as portas da miséria que os enclausura – ou fechá-las para sempre.

Veja minha opinião sobre o livro e filme l Gostou? Compre o livro na Amazon!

12 Comentários

  1. Oi Jennifer, eu sempre quis ler A elegância do ouriço, mas acabei esquecendo por algum motivo… Obrigada por me lembrar, vou colocar na minha listinha de futuras leituras. Adorei as indicações de maneira geral, o Trash me pareceu bem interessante também!

    Um beijo :*

    • Jeniffer Geraldine Reply

      Elegância do Ouriço virou um dos meus livros favoritos da vida.
      Espero que goste da leitura.
      Beijos 🙂

    • Jeniffer Geraldine Reply

      Sim. Super tristes mas com grandes lições. Gosto de livros assim.
      A Lista Negra é ótimo!
      Bjos

  2. Você é tão incrível! Fico sempre encantada com as suas indicações e sensibilidade, Je. Vários dos livros da listagem estão na minha lista de pendências faz tempo e foi uma delícia receber os lembretes. Outros eu não conhecia e já corri para deixar aqui nos favoritos! São tantas lições, alertas e críticas sociais firmadas nas entrelinhas de cada um dos livros. Estou louca para desvendá-los. A temática que você abordou aqui como base é tão delicada, mas tão fundamental! Afinal, sempre temos uma criança (independente da nossa faixa etária) para alimentar.

    http://www.semquases.com

    • Jeniffer Geraldine Reply

      Oi, Van! Fico sempre feliz com seus comentários. Obrigada pelo carinho. Você também é muito incrível e inspiradora. Adoro seu trabalho no blog.
      É uma temática delicada mesmo e nada como uma boa literatura para nos ajudar a compreendê-la.
      bjão!

  3. Interessante você ter selecionado livros que mostram uma infância não tão feliz. Gostei muito dos que eu li dessa lista (Persépolis, A elegância do Ouriço, Quarto, Extraordinário e Trash). Dois Irmãos está na lista. E Joe Speedboat acabou de entrar. Tks pela dica! 🙂

    • Jeniffer Geraldine Reply

      Dois irmãos e Joe Speedboat são ótimos! Boas leituras! Bjs

  4. Oi, Jen!

    É triste saber que ha muitas crianças que tem sua infância “roubada”, né?
    Gostei dessa reunião de livros que mostram essa realidade, é importante e a gente acaba valorizando ou adquirindo consciência para valorizar o que temo se tivemos. Persépolis foi uma das leituras que me ensinou muito, assim como me chocou ler a lista negra e sentir isso tão real.
    Vou ler Extraordinário em breve e levarei as outras dicas.

    Bjão.

    • Jeniffer Geraldine Reply

      É triste mesmo, Di.
      Persépolis é sensacional! Deu até vontade de ler novamente. Lista Negra é outro livro muito bom. Sempre indico pra muita gente porque acho uma leitura super necessária, principalmente para jovens.
      Bjão e boas leituras!

  5. Simplesmente ADOREI o post!!! Sou louca pra ler/assistir Persépolis e agora fiquei com mais vontade!

    • Jeniffer Geraldine Reply

      Valeu, Chell.
      Leia! Acredito que você vai amar.
      Bjão

Responder carol sena Cancelar resposta

Navigate