A gente sempre fica esperando dos outros alguma demonstração de afeto e gentileza. E buscamos ser gentis porque acreditamos que “gentileza gera gentileza” e “o que vai, volta”, e ainda “não faça com os outros aquilo que não gostaria que fizessem com você”. São tantas expectativas e muitas delas atreladas ao outro.

A gente confia nossa felicidade no outro. A gente deposita nossa fé no outro. A gente espera muito do outro.
Quando tudo que deveríamos fazer é preparar um café da manhã pra nós mesmos, daqueles tipo hotel, com tudo que tiver de melhor na despensa. Uma gentileza pra você. Um mimo feito de você pra você.
A ideia é parar de esperar que alguém te faça bem. E começar a se fazer o bem.
Compre flores. Dance no meio da sala sozinho. Beba a sua cerveja favorita numa terça à noite. Aprenda a fazer  o seu prato favorito. Veja quantas vezes quiser a sua série favorita.
Na sua lista de metas da vida precisa ter: encontrar aquilo que me faz bem sem precisar de alguém.

Se sentir completo não pode estar ligado apenas ao fato de ter uma pessoa do nosso lado. A gente merece coisas boas independente de onde elas venham. E não há ninguém melhor nesse mundo para entender nossas necessidades do que nós mesmos.
Não fique aí esperando o dia que alguém vai chegar pra preencher a vida que você acredita estar incompleta. Prepare um café da manhã pra você e aproveite sua companhia. Se outra companhia chegar, você prepara o café pra dois. Na vida, sempre cabe mais um. O que não pode é deixar de ter vida só porque não há outro alguém.

25 Comentários

  1. Valdinei 20/10/2016 às 15:57

    Sensacional, não podemos transferir para o outro a responsabilidade da nossa Felicidade, ela depende de nós e outro vem somar com essa felicidade que já existe.

    Resposta
    1. Jeniffer Geraldine - Arquivos do autor 20/10/2016 às 16:12

      Isso mesmo, Val! <3

      Resposta
  2. Daniela 20/10/2016 às 16:36

    Lindo isso Jen!
    Depois mando um in-box pra vc sobre uma coisa q tem a ver com isso. Aqui não posso falar hahaha
    Beijinhos!

    Resposta
    1. Jeniffer Geraldine - Arquivos do autor 20/10/2016 às 17:19

      Obrigada, Dani <3
      hahaha mande mesmo. Fiquei curiosa.
      bjão!

      Resposta
  3. Elisabete Schramm 20/10/2016 às 17:40

    Muito bom e verdadeiro.
    Mais uma vez você nos encanta com essas belíssimas palavras e sentimentos.
    Ser feliz e agora.
    Parabéns minha amiga.
    Você sabe como nos presentear com as palavras.
    Amei o texto.

    Resposta
    1. Jeniffer Geraldine - Arquivos do autor 20/10/2016 às 21:35

      Obrigada pelo carinho de sempre, Bete!
      <3

      Resposta
  4. Zuleide 20/10/2016 às 18:19

    A nossa felicidade nos pertence. Texto maravilhoso. Parabéns !

    Resposta
    1. Jeniffer Geraldine - Arquivos do autor 20/10/2016 às 21:36

      Exato, mãe! <3

      Resposta
  5. Thamires Kaled 20/10/2016 às 18:28

    Acho que muitas pessoas devem ler esse texto, não só mulheres, mas homens também. Normalmente as pessoas procuram a felicidade no companheiro ou no amigo. Mas a felicidade tem que vir da gente, e esse texto fala exatamente isso. ❤
    Parabéns! Ficou maravilhoso. ❤

    Resposta
    1. Jeniffer Geraldine - Arquivos do autor 20/10/2016 às 21:37

      Obrigada, Thamires!
      É a nossa felicidade e ela não pertence a mais ninguém, né? 😉
      bjão

      Resposta
  6. letras e costuras 20/10/2016 às 21:08

    que texto maravilhoso! concordo plenamente. às vezes fico intrigada com gente que diz que só pode ser feliz se tiver alguém que complete bla bla bla!
    beijo! =*

    Resposta
    1. Jeniffer Geraldine - Arquivos do autor 20/10/2016 às 21:38

      Eu também fico. E isso foi uma das motivações para escrever a crônica.
      Obrigada por passar por aqui.
      bjão!

      Resposta
  7. Adriana 21/10/2016 às 00:53

    Perfeito,me encontrei no texto,vivendo intensamente pra mim….. Parabéns!!!!

    Resposta
    1. Jeniffer Geraldine - Arquivos do autor 21/10/2016 às 06:48

      Issae, Adri! <3

      Resposta
  8. Ilmara 21/10/2016 às 13:47

    Amei o seu texto e precisava lê-lo ontem, pois eu ainda vivo atrelada (por mais que esteja mudando isso) a esperar a gentileza e a reciprocidade das pessoas. Quando essa gentileza ou até mesmo uma ajuda não vem quando você mais precisa, é ai que você tomba. Ontem foi um dia de tombos. Mas, como toda baiana que se preza, a gente levanta, sacode a poeira e dá a volta por cima. E se põe a pensar cada vez mais e cultivar hábitos que fortaleçam o cuidado conosco. Adorei! Beijos!

    Resposta
    1. Jeniffer Geraldine - Arquivos do autor 21/10/2016 às 14:26

      Mara, sempre bom encontrar comentário seu aqui!
      Não deixe ninguém “te tombar” não, viu? Você merece só coisa boa. <3
      bjão!

      Resposta
  9. Isamara 21/10/2016 às 13:58

    Jeni, sua linda.
    Que texto mais lindo e verdadeiro.
    Como sempre digo o outro tem que vir pra transbordar pois completos já somos.
    Beijos

    Resposta
    1. Jeniffer Geraldine - Arquivos do autor 21/10/2016 às 14:25

      Amei esse comentário, Isa!
      <3
      Bjão!!!

      Resposta
    1. Jeniffer Geraldine - Arquivos do autor 25/10/2016 às 14:41

      Obrigada, Tamires!
      Volte sempre 😉

      Resposta
  10. Pingback: Planner do Geraldas – fevereiro e março de 2017

  11. Pingback: felicidade e essência

  12. Pingback: Mais "SIM" e menos "NÃO"

  13. Amanda Bento 19/11/2018 às 08:51

    AMEI! que coisa linda de se ler! um brinde de xícara de café as mulheres sozinhas que tem a si mesmas!

    Resposta
    1. Jeniffer Geraldine - Arquivos do autor 19/11/2018 às 09:16

      um brinde!!! o/\o
      <3

      Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *