viver bem

5 Posts Volte pro início

felicidade e essência

já parou para perceber quantas vezes fingimos ser quem não somos para agradar os outros?

a gente muitas vezes respeita o limite e os desejos alheios e deixa de respeitar os nossos.

e enquanto passarmos a nos deixar de lado e a depositar nossas expectativas de felicidade nos outros, não seremos felizes nunca.

felicidade é saber estar só e saber estar em conjunto.

é ter compaixão, respeito, mas também saber praticá-los para si mesmo.

é parar de se comparar com os outros. cada um tem seu tempo. seu modo de viver. e de definir o que é ser feliz.

e principalmente é ter a certeza de que felicidade plena não existe. e que tudo bem também ter uns dias de recolhimento, de reflexão, dias difíceis. faz parte.

e, olha, é mais difícil viver de aparências, do que viver tentando ser plenamente quem se é.

quanto mais a gente vive de aparências, mais energia se gasta. todo dia a gente vai lutar pra ser algo que não é verdadeiro. e quando chegar a hora de ver o que você fez por você, vai perceber que nunca fez nada além do que esperavam que você fizesse.

encontre sua essência, seu propósito. tente vivê-los ao máximo.

_

para ler: O ano em que disse sim, de Shonda Rhimes

para ouvir: Beija eu – Silva canta Marisa | YouTube/ Spotify

para ver: Documentário Happy

para ler também: um café da manhã para você

 

 

 

Um café da manhã para você

A gente sempre fica esperando dos outros alguma demonstração de afeto e gentileza. E buscamos ser gentis porque acreditamos que “gentileza gera gentileza” e “o que vai, volta”, e ainda “não faça com os outros aquilo que não gostaria que fizessem com você”. São tantas expectativas e muitas delas atreladas ao outro.
Navigate