Skip to content →

Tag: SNT #7

Perdão, Leonard Peacock – Matthew Quick

Quando comprei esse livro, preciso confessar que foram por dois motivos: O título, que achei instigante. E pelo filme, O lado bom da Vida, baseado no livro de mesmo título. Adoro histórias com personagens centrais problemáticos e aí com esse título, Perdão, Leonard Peacok, tinha tudo para ser uma ótima leitura.

Devorei o livro em um dia. Em apenas algumas horinhas, eu mergulhei sem volta na história de Leornad Peacock que, no dia do seu aniversário, nos conta que irá assassinar o seu ex-melhor amigo e depois se matar. Louco, não?! Bem mórbido e muito, mas muito interessante. Matthew Quick tem o dom de te prender nesse livro que é uma coisa de louco e ao te dar, já no primeiro capítulo essa espécie de tiro que é Leornad contando que irá matar uma pessoa e se matar, você fica tipo: Que zorra é essa?! Que livro é esse? O que irá acontecer com essa história?!

Um comentário

Séries Teens: Veronica Mars, The OC, Gossip Girl, Smallville e One Tree Hill

Para comemorar a semana do dia das crianças aqui no Subindo no Telhado, resolvi falar sobre minhas Séries Teens preferidas ˜de todos os tempos˜. Primeiro quero começar dizendo que minhas escolhas são das antigas, já que nenhuma série atual chamou minha atenção, então desculpa mundo. Mas são séries clássicas para quem curte o gênero, então nem é tão old assim. =D 

8 comentários

Era Uma Vez Na Infância

Lá no reino das formigas…

Numa noite linda, no palácio da rainha,

todo iluminado, cheio de vagalumes.

Minha lista de leitura, até antes de entrar no universo acadêmico, se resumi a não mais que meia dúzia de livros da coleção Vaga-lume (eu sei; quis dar uma pista da minha idade – risos), Meu Pé de Laranja Lima, alguns gibis da Turma da Mônica e do Recruta Zero e Um Burrinho de Sorte. Este eu posso dizer que, de alguma (ou várias) maneira(s), marcou a minha vida. Talvez por ter sido o primeiro, que tenho lembrança. Talvez por ter vindo de muito longe. Talvez por ter sido presente de alguém – que de certa forma é – especial, ainda que nunca tenhamos nos conhecido pessoalmente. Talvez por trazer várias historinhas. Talvez, talvez, talvez…

Um comentário

Ana e Pedro – Cartas

Sim, outubro é o mês do horror, mas também é o mês das crianças e como boa medrosa que sou não vou me arriscar muito na literatura de terror e decidi ler uns livros infantojuvenis e é sobre um destes que quero falar hoje com vocês, Ana e Pedro – Cartas (Editora Atual).

Este é um dos livros que li na minha época de escola e me recordava pouquíssimo sobre ele, minha amiga que me presenteou havia dito que é um livro de cartas, e eu adoro livros epistolar, já até li e reli um outro (que devo contar em breve para vocês), mas este é completamente diferente, pois não existe qualquer interferência de narradores, o livro é todo composto apenas por cartas. Vamos tomando conhecimento da história e da vida dos personagens através das correspondências que acontecem entre os dois.

2 comentários

Joe Speedboat – Tommy Wieringa

Joe Speedboat, do escritor holandês Tommy Wieringa, publicado no Brasil pela editora Rádio Londres com tradução de Cristiano Zwiesele do Amaral, é um livro sobre superação e amizade.

Fransje, nosso narrador de 15 anos, sai do coma após um acidente que o deixou sem fala e sem alguns movimentos. Ele consegue se locomover com a ajuda de uma cadeira de rodas, sua charanga, e se comunica através da escrita que é feita com seu braço direito, único membro que ele não perdeu o movimento. É fã do espadachim japonês Miyamoto Musashi e é com a leitura de seus livros sobre luta e estratégia que Fransje busca inspiração para viver. Frans também gosta de escrever e cultiva diários sobre sua vida e o lugar em que mora.

Um comentário

[SNT #7] Hey, Kids!

Para as crianças, o dia 12 é uma data para se divertir e ganhar presentes. Para as crianças crescidas, a data é meio nostálgica. É o momento para relembrar as histórias da infância, os brinquedos favoritos, ri das fotos nos álbuns da família – e mostrar toda fofura que você foi nas redes sociais – e também relembrar os livros que nos tornaram leitores, as séries e os filmes que marcaram uma época. Nossa, impossível esquecer de todos os filmes de Esqueceram de Mim, de todos os gibis da turma da Mônica, das séries Felicity e Veronica Mars, da novela Malhação e todos os filmes da Sessão da Tarde, da Rede Globo #SaudadesAnos90.

Deixe um comentário