Veja todos os posts em Neil Gaiman

O Oceano no fim do caminho – Neil Gaiman

É fato todo mundo tem seus monstros de infância. Às vezes são ilusões, sombras ou um adulto. Eu lembro que o meu era uma sombra e um sapo-boi. No quintal da minha Vó, as sombras das roupas no varal formavam na parede o rosto de um homem narigudo. Eu juro! Era tenso e eu morria de medo. E um dia, no muro do quintal, apareceu um sapo enorme e disseram que era um sapo-boi, daqueles que correm atrás da gente. Tenso! Esses eram meus monstros, me mantinham longe do quintal nas horas impróprias e me faziam ir para cama cedo. Até hoje odeio sapo e tenho pavor de sombras.

Essas lembranças da infância voltaram por conta da leitura de “O oceano no fim do caminho” do Neil Gaiman (Intrínseca, 2013). Muito do que vivemos quando criança é esquecido, mas se surgir algo ou alguém daquele tempo, as lembranças vão voltando e o que parecia esquecido, enche o coração e os pensamentos de saudosismo. Leia mais