feminismo

8 Posts Volte pro início

minha estante era patriarcal demais

Quando fiz o planejamento literário do mês de novembro priorizei alguns livros recebidos em parceria com editoras. Separei cinco livros. Todos eles são lançamentos de 2017. Percebi um padrão, dos cinco apenas UM era de autoria feminina. Na verdade, esse padrão eu já havia percebido em 2015 quando conheci o projeto Leia Mulheres. Minha estante era patriarcal demais.

“Se for menino não vai usar rosa não”

O ano era 2017. E a frase que ouvi de um futuro pai foi “se for menino não vai usar rosa não”.

A gente até perdoa quando olha pro contexto social e familiar da pessoa e lembra que vivemos em um país muito machista. Mas ao mesmo tempo eu fico pensando: até quando vamos achar que usar determinada cor vai influenciar na orientação sexual de alguém? Até quando vamos dizer que rosa é coisa de menina e azul é coisa de menino?

Ideias para comemorar o mês da Mulher

Em 8 de março é comemorado o dia internacional da Mulher. Durante todo o mês várias campanhas são realizadas e lembramos da importância da valorização e respeito às lutas feministas.

Resolvi criar uma lista com ideias para comemorarmos esse mês com arte, cultura e informação. As ideias sugeridas neste post podem ser colocadas em prática a qualquer dia e momento. O importante é se empoderar, não esquecer de todas as outras mulheres que lutaram e ainda lutam pelos nossos direitos, e lembrar da importância de levantar a bandeira feminista.

Sessão Feminista #1

Desde que me envolvi com o projeto Leia Mulheres, me declarei feminista. Sempre tive alguns comportamentos e ideias que não eram vistos como “coisa de mulher”. Então ouvia e aceitava aquelas falas  “parece um homem”, “bebe como homem”, “sente como uma moça”, etc.  Agora sei que não são coisas de homem. São as minhas coisas. O meu jeitinho de ser mulher. E que ó, está tudo bem. Tenho o direito de ser do jeito que quiser, de fazer minhas escolhas e de viver com elas. Milhares de mulheres lutaram e ainda lutam para que nós sejamos donas dos nossos corpos e das nossas vidas. 

Navigate