Documentários

7 Posts Volte pro início

Minimalism: um documentário sobre as coisas importantes

Destralhar é uma palavra que entrou no meu vocabulário e na minha vida tem pouco tempo. Significa, no geral, se desfazer de coisas (roupas, objetos, etc) que estão acumuladas em casa sem nenhum uso. A ideia, antes de se desfazer de algo, é questionar se aquele objeto/sentimento é realmente necessário na sua vida. E se perguntar sobre isso diariamente, a cada momento em que sentir a necessidade de comprar algo, pode ressignificar o seu modo de consumo.

Filmes, séries e documentários para assistir na Netflix em abril

Chegou a hora de aumentar a sua lista de “coisas para ver na Netflixcom os lançamentos de abril!

Flores Raras (2013)

Ambientado no Brasil dos anos 50, o filme contará a história do relacionamento entre a poeta norte‐americana Elizabeth Bishop e a arquiteta brasileira Lota de Macedo Soares. Extremamente rico e, ao mesmo tempo, bastante conturbado, esse relacionamento rendeu frutos que são marcos artísticos universais: de um lado, a poética de Bishop, cujo auge ocorre exatamente no período brasileiro da poeta; de outro, a idealização e construção do Aterro do Flamengo, obra arquitetônica mundialmente conhecida, nascida do gênio delirante de Lota. Ao mesmo tempo, o filme será um passeio pela vida política, privada e pela história brasileira do Rio de Janeiro, na década de 50.

Ideias para comemorar o mês da Mulher

Em 8 de março é comemorado o dia internacional da Mulher. Durante todo o mês várias campanhas são realizadas e lembramos da importância da valorização e respeito às lutas feministas.

Resolvi criar uma lista com ideias para comemorarmos esse mês com arte, cultura e informação. As ideias sugeridas neste post podem ser colocadas em prática a qualquer dia e momento. O importante é se empoderar, não esquecer de todas as outras mulheres que lutaram e ainda lutam pelos nossos direitos, e lembrar da importância de levantar a bandeira feminista.

O sal da terra

Me apaixonei pela obra do fotojornalista Sebastião Salgado na época da faculdade de Comunicação. Fiquei encantada pela fotografia em preto e branco e, principalmente, pela mensagem social passada em cada retrato produzido por ele. Eram sempre fotos expressivas, algumas até chocantes, mas tinham uma beleza sem igual.

Então a minha alegria foi grande em saber da produção do documentário O sal da terra (2014), que nos conta sobre a vida e obra desse importante fotógrafo brasileiro. E ao mesmo tempo é um presente para os admiradores da fotografia.

Navigate