Clarice Lispector

3 Posts Volte pro início

Laços de família – Clarice Lispector

Recentemente tive uma grande ressaca literária. As tentativas de iniciar leituras foram muitas e sem sucesso. Mas não queria passar o mês sem ler nada e comecei a buscar soluções para diminuir ou acabar de vez com a ressaca. Dentre as soluções, pensei em reencontrar uma velha amiga, Clarice Lispector. A última vez que li algo da escritora foi em 2011, o Clarice na cabeceira (crônicas).

O livro escolhido para nortear esse encontro foi Laços de Família, que reúne 13 contos publicados pela primeira vez em 1960 e que deu para Clarice o prêmio Jabuti de literatura em 1961.

Em Laços de Família, Clarice expõe de forma íntima o dia a dia das suas personagens. Qualquer pessoa veria a rotina de uma dona de casa como algo simples e banal, Clarice enxerga isso como algo profundo e complexo. Em cada conto, Lispector trata também dos laços que unem ou aprisionam as personagens aos seus familiares.

A escritora, sem dúvidas, nos faz pensar que nem tudo é sempre tão simples e raso. Há pequenos detalhes na rotina diária que pode trazer mudanças na vida, basta apenas, de vez em quando, ter um pouco mais de atenção ou se deixar levar pelo que pode fugir à regra. A realidade é sempre maior do que aquilo que se vê. E assim, Clarice me fez lembrar o trecho do poema “As lições de R. Q” do Manoel de Barros: “… é preciso transver o mundo”.

Navigate