“Agendar a vida”

Gosto sempre de ler algum livro de desenvolvimento pessoal. Muita gente deixa esse tipo de conteúdo de lado porque considera autoajuda e tem preconceito com a categoria. Mas, por experiência própria, sei que no meio de algumas receitas milagrosas há sempre aqueles livros que se destacam e trazem mensagens e dicas interessantes.Continue lendo

É tempo de arrumar o guarda-roupa

Em um mundo acelerado como esse, em que 24 horas não são suficientes para riscar todos os itens da nossa lista de afazeres. Em que o tempo passa tão depressa que não dá nem para perceber o início das estações. A rotina atropela e a gente vai vivendo e acumulando coisas, pessoas, sentimentos.

Tem uma hora que a gente olha para o quarto e está lá um monte de roupa amontoada, bolsas reviradas, sapatos pelos cantos. Se isso te incomoda? Claro que sim. Mas cadê o tempo para arrumar? Entre responder um e-mail de um projeto novo e arrumar as roupas, você prefere responder o e-mail e ainda joga o casaco por cima da pilha de roupas.
Continue lendo

Paixão pela possibilidade

Eu sigo alguns perfis nas redes sociais que incluo nas categorias motivação e inspiração. Geralmente são perfis voltados para espiritualidade e, claro, livros. Entre os perfis literários inspiradores tem o “Desculpe a poeira”, Instagram de um sebo que fica em São Paulo. Nunca fui lá, mas tenho muita vontade de ir e conhecer por conta da curadoria de citações que eles fazem diariamente nas redes sociais. Não sei dizer quem é o olhar por trás da curadoria, mas esse olhar é quase sempre certeiro, amigável, reconfortante, crítico e instigante.

Essa semana eles publicaram um trecho que está no livro “O princípio esperança”, de Ernst Bloch:

“Se eu pudesse desejar algo para mim, não desejaria riqueza nem poder, mas a paixão da possibilidade; desejaria apenas um olho, que eternamente jovem, ardesse de desejo de ver a possibilidade.”

Continue lendo

Entre o ON e o OFF

Hoje acordei com a ideia de ter um day-off, ou seja, ia ficar longe das redes sociais, do celular, e me dedicar a outras atividades. A necessidade veio por conta de três fatores: meu Twitter continua monotemático (política); preciso dar conta de uma pilha de apostilas que está aqui do lado; e me questionei: tenho a necessidade de ficar compartilhando a cada hora minha vida nos stories do Instagram e de checar a vida dos outros a cada momento?Continue lendo

TAG | Felicidade é…

Formato Vídeo

 

Resolvi pensar sobre o que é felicidade respondendo a tag “Felicidade é…”. 😉

PERGUNTAS:

O que você gosta de fazer quando está sozinha?

O que você gosta de fazer com outras pessoas?(família, amigos e namorados)

Pequenas coisas que te faziam feliz na infância?

Uma coisa que te deixou feliz essa semana

Uma comida que te deixa feliz. (doce ou salgada)

Cite três coisas que te deixam muito feliz. Complete : felicidade é…

O mundo precisa da sua poesia

Oi,

Eu sei que não anda nada fácil. É aquele lance de expectativas, né?! Bate aquela ansiedade no peito de uma hora pra outra, às vezes você nem percebe o motivo. Dia desses mesmo, pensei: leia livros, não crie expectativas. Mas depois pensei de novo, a gente cria expectativa até com livros. Complicou.Continue lendo

Coisas boas da semana #5: vídeos no YouTube

Vou voltar com a série de posts “Coisas boas da semana” com o objetivo de compartilhar aqui no blog o conteúdo que vejo por aí e acho legal trazer pra cá também. Vou tentar sempre separar por tema ou formato.

Nos últimos dias, tive um tempo para ver mais vídeos no YouTube. Algo que eu adoro mas que é preciso ter certo cuidado, se não entramos naquele mundo e é super difícil de sair. E como estou tentando ao máximo gerenciar meu tempo nas redes sociais, busco entrar com calma por lá.Continue lendo

Ideias para o feriado

Veja a série Anne with an E

Anne consegue enxergar beleza em tudo e tem o dom de fantasiar a realidade. De início podemos achar um pouco irritante e exagerado o jeito de ser da menina, mas com o tempo percebemos que Anne usa a fantasia para fugir da realidade cruel que viveu até os seus 13 anos. Ela desde cedo precisou trabalhar como criada na casa de grandes famílias e passou por experiências traumáticas para uma criança.Continue lendo

Coragem

Hoje eu quero falar sobre coragem.
Esse substantivo feminino que se torna verbo quando precisamos colocá-lo em prática. Porque pra ter coragem ou ser corajoso é preciso dar um passo, tomar uma atitude. Sair do campo da ideia e partir pra ação.

Continue lendo