Parada imaginada

tranquila ela dormia.
cansada?
sisuda.

chinelo do lado. do jeito que chegou ficou. se ajeitou, se recostou, dormiu?
quanto tempo de espera?
quanto tempo de sono?
quanto tempo de ida e de volta?
quanto tempo de vida?
marcas do tempo ou marcas da vida?
espera o tempo passar ou espera a vida passar?

que mania essa de imaginar a vida de quem só dorme esperando a próxima partida.

e esse rapaz, quem será? filho dela?
Continue lendo

Clube do livro Alagoinhas chega à 5ª edição com romance de José Saramago

José Saramago é um dos grandes nomes da literatura portuguesa e um dos seus livros mais famosos é o “Ensaio sobre a cegueira”, obra que será leitura do Clube do Livro Alagoinhas no mês de abril.

O livro venceu a votação no grupo do Facebook que teve como tema literatura portuguesa. “Ensaio sobre a cegueira” foi publicado pela primeira vez em 1995 e ganhou uma adaptação para o cinema, em 2008, com direção do brasileiro Fernando Meirelles.

O encontro acontece no dia 21 de abril, às 15h, no Centro de Cultura, e tem entrada gratuita.

Sinopse: Uma terrível “treva branca” vai deixando cegos, um a um, os habitantes de uma cidade. Com essa fantasia aterradora, Saramago nos obriga fechar os olhos e ver. Recuperar a lucidez, resgatar o afeto: essas são as tarefas do escritor e de cada leitor, diante da pressão dos tempos e do que se perdeu.

Sobre o Clube do Livro Alagoinhas: Projeto cultural de incentivo à leitura. Queremos reunir pessoas apaixonadas por leitura em um encontro mensal para conversar e compartilhar experiências. Como funciona? Leitura de um livro por mês. A votação é feita no Grupo do Facebook após uma pré-seleção de obras.

 

Clube do Livro Alagoinhas – 5ª edição

Data: 21 de abril de 2018

Local: Centro de Cultura

Horário: 15h

Nome do livro: Ensaio sobre a cegueira

Autor: José Saramago

Mediadores: Jeniffer Geraldine, Julianna Santos e Marcello Alves

Contato: oi@jeniffergeraldine.com

Apoio: Centro de Cultura de Alagoinhas

Entrada: Gratuita

Exposição em homenagem a Dona Canô | Caixa Cultural Salvador

Está em cartaz, até o dia 27 de maio, na Caixa Cultural Salvador, a  exposição “Ser Feliz é Para Quem Tem Coragem” em homenagem a Dona Canô. Conhecida por muitos como a mãe de Caetano Veloso e Maria Bethânia, Claudionor Viana Teles Veloso vai além do título de mãe dos artistas, ela é até hoje símbolo de força e delicadeza na cidade de Santo Amaro da Purificação, no Recôncavo Baiano, aliás em toda Bahia.

 

Quem visita a exposição na Caixa Cultural quer ficar lá, sentado, ouvindo os depoimentos, lendo os relatos dos filhos e amigos. É um espaço aconchegante, bonito, delicado, cheio de afeto. Impossível não se emocionar.

Alguns fatos interessantes da vida de Canô que descobri ao visitar a exposição: sua madrinha é Nossa Senhora da Purificação; Canô foi a primeira mulher a usar calça em Santo Amaro e usou uma masculina que pegou emprestado do Tio Sinhô, além disso foi também a primeira mulher a dirigir em Santo Amaro. Ela era retada!

Canô faleceu em 2012, no dia do Natal, aos 105 anos, e deixou para todos uma lição: Ser feliz é para quem tem coragem, famosa frase que dá título a exposição.

“Ser feliz é para quem tem coragem – Dona Canô chamou” é uma realização da Tom Tom Produções Artísticas com produção da Via Comunicação e Eventos. Se você é de Salvador ou estiver em Salvador até o dia 27 de maio, visite a exposição na Caixa Cultural.

+ infos:

Data: 01/03/2018 a 27/05/2018
Horário: de terça a domingo, das 09 às 18h
Local: Caixa Cultural Salvador | Rua Carlos Gomes, 57 – Centro – Salvador – BA | Galeria Mirante
Entrada: gratuita

Marcha das Mulheres – Alagoinhas/BA

No dia 8 de março de 2018, o Coletivo de Mulheres Diversas realizou a I Marcha das Mulheres do Litoral Norte e Agreste Baiano, em Alagoinhas (BA). Com o lema “uma onda de afeto e sororidade”, a caminhada faz parte da luta pelo fim da violência contra mulher e pela luta por igualdade de direitos.

As vozes em destaque no vídeo são de duas ativistas do movimento no território, Juci Cardoso e Aline Najara Gonçalves. Mas durante toda a caminhada mulheres de diversos movimentos tiveram direito de fala para reforçar o lema e os objetivos da marcha.

Participar pela primeira vez de uma Marcha das Mulheres ressignificou mais ainda o 8 de março e toda luta feminista para mim. Esse vídeo não mostra nem um pouco de tudo que aconteceu, afinal há momentos e sentimentos que uma câmera não consegue registrar.

 

 

dias de sol – Sítio do Conde

No último feriadão (5 de novembro), viajei com parte da família para o Sítio do Conde, uma praia do litoral norte da Bahia – fica a 160 km ao norte do aeroporto de Salvador.

Tenho boas lembranças e muitas histórias para contar das férias da infância/adolescência que passei no Sítio do Conde e região mas isso fica pra outro post. Hoje quero compartilhar algumas fotos que fiz dos dias de sol que passei por lá. 😉Continue lendo

#vlog FLIPELÔ – Festa literária internacional do Pelourinho

Salvador (BA) ganhou uma festa literária pra chamar de sua, a FLIPELÔ – Festa literária internacional do Pelourinho.
Fui fazer um passeio para conhecer os espaços da feira e aproveitei pra fazer um vlog.

A 1ª edição da FLIPELÔ acontece de 9 a 13 de agosto.

A fé no Senhor do Bonfim

Formato Galeria

Para muitos baianos e devotos de todo o Brasil, esse momento é sinal, principalmente, de renovação. O ano começa agora, após a benção e de ter amarrado a fitinha na grade da Igreja do Bonfim. Enquanto as baianas lavam as escadarias, os fiéis lavam a alma.

Me acompanhe também no  Facebook l Twitter l YouTube l News

Casa do Rio Vermelho – Jorge Amado e Zélia Gattai

Formato Vídeo

Finalmente visitei a casa que Jorge Amado e Zélia Gattai viveram em Salvador (BA). É um lugar encantador. Com muito verde e em cada canto tem um pouco do casal. Lindo de ver! No vídeo mostro um pouco de quase tudo. E se quiser saber mais da Casa, visite o site e, claro, programe sua visita!

Gostou do vídeo? Espalhe por aí! Ficarei muito feliz! 😉

Salvador inspira

Não é fácil viver em Salvador. Já começo o texto com essa verdade. A cidade não é o paraíso mas tem alguns momentos e lugares que fazem a gente sentir orgulho de morar aqui.Continue lendo