Organização: o que está funcionando por aqui

Em junho, publiquei um post sobre o Mansfield Project. Listei algumas categorias da minha vida que estavam precisando de um pouco mais de atenção e organização e tracei algumas pequenas metas para ir conquistando – já que organização é hábito que vamos adquirindo aos poucos. No mesmo mês, divulguei no meu perfil do Instagram uma foto do Bullet Journal que estava começando a criar. Para quem não sabe o Bujo é um planner que você organiza toda sua vida em um único lugar. E o bacana é que você pode fazer isso como quiser, a customização fica por sua conta (quem ama cadernos, canetas e escrever no papel vai adorar esse método).

Agora, quase 3 meses depois, volto para contar o que tem dado certo por aqui no âmbito organização pessoal. Primeiro de tudo, não uso mais o Bullet Journal. Percebi que apesar de amar a ideia de escrever e customizar como quiser uma agenda, o formato Bullet Journal é demais para mim. Óbvio que eu posso adaptar de acordo com as minhas necessidades. Mas entre adaptar e utilizar uma agenda simples que já tinha em casa, optei pela agenda (que por sinal é linda e me traz ótimas recordações do Rio de Janeiro, pois foi lá que ganhei). Então voltei para agenda, mas levei para ela algumas características do Bujo. Uso ainda alguns símbolos para categorizar minhas tarefas diárias. E cada início do mês, escrevo quais são meus desejos pros próximos dias.

Segundo, sobre o Mansfield Project, ainda não consegui incluir na minha rotina os exercícios físicos. Até tenho vontade, mas às vezes não tenho forças. Inclusive, em setembro, passei a tomar um mix de chá preto com guaraná, da Herbalife, para tentar ter vida após às 19h e assim ir para academia, finalizar minhas leituras ou ver um filme/série sem dormir. O chá tem me ajudado, mas ele sozinho não faz milagre. Então marquei alguns médicos para fazer um checkup geral. As mulheres sabem que os hormônios contribuem e muito para nossa disposição ou a falta dela. Vou lá ver se eles estão bem e procurar orientação certa.

bullet_journal_foto_jeniffergeraldine

Terceiro, outra coisa que tem me ajudado muito: não perder noite. No máximo, 23h já estou dormindo. Eu acordo às 6h e não tenho como tirar aquela soneca maravilhosa após o almoço. Logo preciso realmente dormir para me sentir bem e disposta no trabalho e na vida. Tem funcionado! Principalmente nos finais de semana. Como durmo bem durante os dias úteis, quando chega o fds eu não tenho a necessidade de colocar “o sono em dia”. E isso tem sido a maravilha dos meus dias porque consigo fazer tudo que gostaria de fazer durante a semana e muitas vezes não rola tempo por causa do trabalho real oficial que tenho.

Aproveito para ajeitar a casa; me ajeitar (cabelo, unhas, etc); finalizar leituras; ver filmes, séries e documentários; e, claro, produzir pro blog. E sim, eu saio com os amigos, eu viajo para visitar a família, mas quando sei que vou curtir a vida social, tento não exagerar para não perder o ritmo que tem me feito muito bem. Às vezes rola um exagero, afinal mudanças acontecem com tempo e o que não vale é abandonar o barco. Vamos enfrentar as adversidades, adaptar os projetos e as rotinas, para colocar em prática o objetivo do Mansfield Project: “quero ser tudo que sou capaz de me tornar”. 

Atualizações feitas com sucesso, vou agora comentar sobre o que está funcionando por aqui.

Bem, com o abandono do Bullet Journal e a volta para agenda, o método de criar listas tem sido o meu método de organização. Já percebi que para mim, funciona muito mais pegar um papel e escrever tudo que preciso fazer naquele dia e ir dando ok nas tarefas concluídas. É quase um desafio: coloco as tarefas que sei que posso realizar naquele dia ou período e tenho como obrigação me concentrar para realizá-las. A felicidade de ver vários Oks no final do dia é algo maravilhoso! Mas, óbvio, que caso não consiga realizar tudo, busco não ficar chateada. Até porque tem tarefas que não dependem apenas de mim (no trabalho, por exemplo).

No trabalho, faço as listas em um caderno que deixo lá na empresa. Não trago para casa porque trabalho é trabalho. Para minhas tarefas pessoais (médico, pagamentos, planos, etc), utilizo a agenda. E uso o Google Agenda para lembretes de consultas médicas, reuniões, ou qualquer outra tarefa super importante que o celular pode me ajudar a lembrar. Eu aprendi que a tecnologia pode ajudar nosso cérebro. A gente não precisa deixá-lo na função/obrigação de nos lembrar de tudo. Se fizermos isso, temos grandes chances de pirar e esquecer um monte de coisa.

E para organizar o Geraldas (blog/canal), uso o Evernote, aplicativo para gerenciar tudo da nossa vida e que podemos levá-lo para qualquer lugar, já que está disponível para smartphone, tablet e desktop. É nele que organizo: as pautas do blog; minhas listas de filmes, livros, séries; alguns diários de leituras; os roteiros dos vídeos; guardo algumas citações; salvo links da web.

Ou seja, Evernote + listas = meu combo de amor e organização!

vidasimples_foto_jeniffergeraldine

Fora isso tudo, tenho lido bastante sobre organização, produtividade, gerenciamento de tempo, vida simples e prática. E algumas publicações na web e fora dela estão me ajudando bastante: o blog e livro Vida Organizada; o blog e livro Morando Sozinha; a revista Vida Simples; e as dicas da galera no Pinterest – inclusive fiz uma pasta Produtividade lá, clica aqui para ver e seguir.

A lista de livros sobre o tema só aumenta e a medida que vou finalizando as leituras, coloco no Geraldas as minhas impressões. Se você tiver alguma dica de site, blog, livro, revista, podcast, deixa aí nos comentários. E me conte também o que você tem feito para ser uma pessoa mais organizada/produtiva. 😉

 

7 Comentários

  1. Oii Jen!
    Bem, acabei deixando de lado o “BJ”. Na verdade o meu não era muito bem um BJ, mas me ajudava rs Durou dois meses rsrs Porém, eu vi que funciono com listas num bloquinho mesmo. Até minhas listas que colei no meu mural só estão ali para me pressionar, tenho sentido isso. Penso em retirar todas as listas de lá, no final de semana mesmo, e colar fotos e coisas “melhores” rs
    O bloquinho tem me ajudado muito. Colo ele é pequeno, carrego na bolsa, e se no meio do meu trabalho lembro de algo que tenho que fazer em casa (trocar lâmpada por exemplo), já anoto.
    Inclusive coisas da minha faculdade e dos cursinhos online que tenho que fazer para Horas complementares, também coloco lá no final do bloquinho.
    Queria muito dormir cedo também, para conseguir acordar mais cedo e fazer meus exercícios físicos. Mas chego em casa às 23h. Como trabalho em outra cidade e dependo de ônibus, acabo deixando muito de minha vida passar =( (dentro do ônibus é claro, boto as leituras e estudo em dia, mas quando não tem a luzinha, já era haha). Quando chego em casa, já chego muito agitada e quero fazer várias coisas. Isto é, vou dormir sempre às 2h da manhã. Acordo às 9h (isso não era para acontecer mesmooo), e até tomar o café e ajeitar as coisas em casa, já é hora para ir para o serviço =(

    Meta de vida; mudar de emprego, para algo que seja em minha cidade rs

    • Jeniffer Geraldine Reply

      Dani, imagino sua rotina! Trabalhar em outra cidade é complicado mesmo. Eu já estudei em outra cidade e tinha esse mesmo ritmo que você. Dormia muito tarde e já acordava quase na hora de ir pra faculdade. Acabei mudando total a vida porque não estava sendo nada produtivo.
      Sobre as listas, no final o que vale mesmo é encontrar o nosso método de organização, por mais louco e sem sentido que seja para as outras pessoas. Tem que funcionar eh pra gente, né?!
      Estou na torcida, desde já, para seu emprego novo!
      Bjão!

  2. Li, li, li sobre o BuJo, mas é coisa demais. Faço esses mesmo esquema de lista que você faz no trabalho há anos e sempre deu certo, só que a minha é mais uma “lista infinita” porque quase nenhuma das tarefas dá pra fazer em um dia só (assim, anota a tarefa em caneta e vou atualizando o status a lápis do lado, quando termino, risco com régua por cima pois viginiana e tudo tem que ficar reto).

    Fora isso, uso a planilha para os posts do blog (se o BEDA me ensinou alguma coisa, é que se eu não fechar o calendário do mês no dia primeiro, não vai tá tendo post) , uma planilha pra orçamentos e uma agenda de papel que só uso por gosto mesmo. #loucadapapelaria

    Sobre a disposição, quando fiquei assim de cansaço era hormônio mesmo, fala direitinho com o ginecologista (no meu caso eu coloquei um Mirena e a vida é outra).

    • Jeniffer Geraldine Reply

      Nicas, faço a mesma coisa: status de lápis! <3
      Tá funcionando. Tô feliz e isso é que importa hahaha Bujo é demais!
      Sua planilha do blog é amor. 😉
      Sim. Vou marcar a ginecologista e jogar real com ela porque não aguento mais esse sono infinito hahaha
      Bjao

  3. Pingback: Olá, outubro!

  4. Pingback: Vida Organizada

  5. Pingback: Planner mensal do Geraldas

Deixe um comentário:

Navigate