O que estou lendo | setembro/2021

Vou voltar a compartilhar as leituras em andamento. Os livros mais impactantes sempre trago como conteúdo (cedo ou tarde). E os que não virarem posts, compartilharei no diário de leitura e notas do mês.

Sem esforço (Greg Mckeown)

Sou bem suspeita para falar do Greg porque Essencialismo é um dos meus livros favoritos da vida. E daqueles que sempre volto para reler aleatoriamente. Sem esforço está caminhando para que aconteça o mesmo. Gosto muito da escrita do autor. Acho bem honesta. É de alguém que realmente coloca em prática a teoria. E que sempre está em busca de melhorar. Além de tudo isso, ainda compartilha os seus aprendizados. Há também a proposta de trazer a experiência de outras pessoas que estão em busca de uma vida mais essencialista.

Vou deixar aqui alguns dos últimos aprendizados do livro que escrevi no meu commonplace book:

  • Ação sem esforço é realizar o essencial com intenção controlada;
  • A lista do “pronto por hoje” – o que vai fazer seu dia valer a pena;
  • Ação mínina viável – o primeiro grande passo;
  • Microexplosões – surto de 10min de atividade focada;
  • 2,5 segundos – o nosso presente psicológico/ “o agora”.

Verity (Colleen Hoover)

Estou lendo Verity, de Colleen Hoover, e a história está me acompanhando o dia todo! É confusão, babado & mistério.
Confesso que estava meio em ressaca literária, mas Verity me pegou de jeito!
Quem gosta de thriller psicológico e suspense pode curtir o livro da Colleen. Da autora já li As mil partes do meu coração, que indico também. Mas é totalmente diferente de Verity.

A magia do silêncio (Kankyo Tannier)

Pela primeira vez resolvi testar audiobooks. Estou testando na plataforma Skeelo. Tem sido uma boa experiência. Estou ouvindo A magia do silêncio enquanto faço atividade física. Eu escolhi um livro curto e com um tema que tenho curiosidade justamente para que a escuta atenta entre totalmente em ação. É interessante observar como algumas coisas ficam na mente e outras não. Tenho o livro também em formato e-book e sempre quando algo me chama bastante atenção, vou verificar no e-book. Quanto ao livro, estou gostando bastante. Hoje mesmo cheguei no capítulo 5 em que a monja trata sobre o corpo e traz a proposta de ter uma nova relação com ele. Imagina ouvir isso enquanto se exercita e tenta manter o hábito da atividade física como uma das prioridades da semana.

Trabalhe 4 horas por semana (Timothy Ferriss)

Comecei a ler 4 horas por semana motivada pela comunidade MVO. Eu tinha bloqueio com o título e com capa do livro. Mas tem sido uma leitura divertida – o que me deixou surpresa. E o livro faz uma boa conexão com o Sem Esforço, do Greg. Então sigo lendo curiosa.

Também vou deixar alguns dos últimos aprendizados do livro que escrevi no meu commonplace book:

  • “Síndrome da tarefa”- fazer mais coisas para se sentir produtivo;
  • Tenha 2 objetivos primários por dia;
  • Pergunte-se: “Estou sendo produtivo ou somente ativo?”

E o que você está lendo por aí? Me conta!


Espalhe por aí:

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

4 comentários em “O que estou lendo | setembro/2021

  1. Eu peguei o livro Verity de graça na amazon e está esperando para ser lido, agora que você disse que é legal fico ainda mais entusiasmada pra ler. Da Coleen eu acabei de ler Um caso perdido, mas achei muito adolescente.

    • Nossa, esse livro é uma loucura! Não sei dizer o que esperava dele mas tô gostando demais. Tô surpresa. O que li da autora era adolescente também. Verity tem outra pegada.

  2. Que tanto de livro!!! Eu consigo ler apenas um por vez.
    E comecei o “Trabalhe 4 horas por semana” mas não consegui ir adiante, achei cansativo, mas acho que é porque esse estilo de livro não me cativa. Fiquei curiosa sobre “Verity”

    • Oie, Aline! É, vai de cada um. O “Trabalhe 4h” ainda estou lendo. Acabei me envolvendo mais com o “Sem esforço” e deixei o “4h” um pouco de lado.
      Verity é legal. Cheio de reviravoltas e algumas pontas soltas. Uma leitura intrigante.
      Bj