Jack tem cinco anos e vive com sua mãe, Joy, em um quarto de 10 m². Ali, naquele espaço, encontra-se tudo que o menino conhece do mundo criado por sua mãe para afastá-lo do real motivo de viverem no Quarto. Jack parece saudável, feliz, e Joy faz de tudo para manter a inocência do pequeno viva. As cenas no Quarto têm pouco colorido e os quadros são sempre fechados. Não há janelas e a única vista para o mundo exterior é através de uma claraboia.

Quase todas as noites eles recebem a visita do “Velho Nick”. O homem leva comida, remédios e presentes para os dois, mas Jack o vê apenas da fresta do guarda-roupa onde dorme toda vez que Nick aparece no Quarto. Com o passar das cenas, e das visitas, sabemos o que aconteceu com Joy e porque eles vivem naquele lugar. E acompanhamos a luta da mãe em contar a verdade para Jack sobre sua vida e o mundo. Joy precisava que Jack entendesse a situação para juntos colocarem em prática um plano de fuga.

o_quarto_dejack

o-quarto-de-jack-filme-crítica-oscar-2016

O Quarto de Jack (Room) é baseado no livro Quarto, da escritora Emma Donoghue. O filme tem conquistado o público e a crítica, e recebeu várias indicações ao Oscar 2016. Todo sucesso tem motivo. O roteiro da própria autora, a direção de Lenny Abrahamson, o elenco – principalmente Brie Larson (Joy), que levou o Oscar de melhor atriz, e Jacob Tremblay (Jack) – são excelentes e fazem da produção um drama bonito e comovente.

É um filme pra fazer chorar e que traz um desconforto/revolta/tristeza. Dentro daqueles 10 m², Joy fez de tudo para que Jack fosse feliz longe de todos os fantasmas que rodeavam O Quarto. Criou um mundo, com outros monstros, outras percepções de fantasia e realidade. Acompanhar a construção e desconstrução desse mundo é o que mais instiga no filme, e constatar que o amor e a perseverança fazem a diferença na vida de todo mundo é inspirador.

Há tantas coisas aqui fora. Às vezes é assustador. Mas tudo bem. Porque nós dois estamos juntos. (Jack)

quartodejacktop

Fala mais, blogueira!

😀 Tentei fazer um texto sem spoiler. Por isso não comentei sobre várias questões do filme. Também não coloquei o trailer na publicação porque acho que ele solta uns spoilers. Mas se você quer ver, clica aqui!

😉 Eu li o livro antes de ver o filme. Foi muito bom ter feito isso, mas não tirou em nada a beleza dos dois. Só me senti muito mais desconfortável em várias passagens do livro. Quando digo desconfortável, pense em agonia por imaginar viver em apenas 10 m² e nojo (sim, nojo!) de várias situações descritas no livro. Independente do que você escolha fazer, ler ou ver, sei que será contemplado com uma história muito bem produzida e super comovente. Ou seja, estará no lucro.

Onde encontrar o livro: Amazon | Saraiva | Livraria Cultura

13 Comentários

  1. Diego França 01/03/2016 às 00:53

    Oi Lindona!
    Primeiro quero comentar sobre o Blog: M A R A V I L H O S O! Ficou lindo, viu! Adorei a marca do blog. Glamour puro.

    Sobre o Filme/Livro infelizmente não li nem assisti, apesar de desejar muito. Faltou tempo, oportunidade, tudo. Mas ainda farei isso. Parece tocante mesmo a história. Nem consigo me maginar preso num lugar por muito tempo – inquieto e praticamente claustrofóbico que sou.

    Bjux, Jen.
    Diego, Blog Vida & Letras
    http://www.blogvidaeletras.blogspot.com

    Resposta
    1. Jeniffer Geraldine - Arquivos do autor 01/03/2016 às 12:05

      Diego, obrigada pelo carinho e por sempre visitar o blog.
      Assim que tiver uma oportunidade, leia e veja. Valerá a pena.

      Beijos!

      Resposta
  2. Inês Gabriela 02/03/2016 às 08:47

    Olá,
    Eu já conheço a sinopse do livro, então provavelmente perderia um pouco da graça ver o filme, já que a sacada é mesmo o mistério que rodeia o motivo deles ficarem no quarto etc, mas mesmo assim quero ver. Preciso me preparar psicologicamente.
    Beijos.
    Nasci Gabriela – http://www.nascigabriela.com.br

    Resposta
    1. Jeniffer Geraldine - Arquivos do autor 02/03/2016 às 12:00

      Olá, Gabriela.
      Muito legal receber sua visita por aqui.
      Mesmo conhecendo a história, o filme emociona e muito. Ainda rola aquele aperto no coração, sabe? O Jacob e a Brie são sensacionais.

      Beijos!

      Resposta
  3. Jeane Dea Costa 03/03/2016 às 16:10

    Olá Querida gostei muito do blog. Ainda não assisti o Filme mas já me programei para vê e em breve poderei comentar também.

    Resposta
    1. Jeniffer Geraldine - Arquivos do autor 03/03/2016 às 16:18

      Dea, que bom ter você aqui.
      Veja o filme mesmo. É muito interessante.
      Beijos!

      Resposta
  4. Chic' Ana 04/03/2016 às 11:47

    Deve ser um filme muito muito bom!! =)
    Beijinhos

    Resposta
    1. Jeniffer Geraldine - Arquivos do autor 04/03/2016 às 16:35

      É sim! Super indico.
      Beijos.
      Obrigada pela visita e volte sempre! 😉

      Resposta
  5. Na Calzado 05/03/2016 às 13:31

    Tô morrendo de vontade de assistir esse filme. Mas tenho certeza que vou precisar de uma caixa de lencinhos por perto

    Resposta
    1. Jeniffer Geraldine - Arquivos do autor 05/03/2016 às 18:09

      hahaha vai sim! 😉

      Resposta
  6. Pingback: Os melhores de 2016

  7. Fernanda Andrade 12/03/2018 às 16:36

    O desempenho de Jacob Tremblay me tocou completamente. O papel que realizo em a Refém Do Medo é uma das suas melhores atuações, a forma em que vão metendo os personagens e contando suas historias é única. Na minha opinião, este foi um dos mehores filmes terror que foi lançado. O ritmo é bom e consegue nos prender desde o princípio O filme superou as minhas expectativas, o ritmo da historia nos captura a todo o momento. Jacob Tremblay esta impecável. Ele sempre surpreende com os seus papeis, pois se mete de cabeça nas suas atuações e contagia profundamente a todos com as suas emoções.

    Resposta
    1. Jeniffer Geraldine - Arquivos do autor 12/03/2018 às 17:22

      Fernanda, ainda não vi esse de terror. Mas vou procurar ver. Adoro o Jacob, excelente ator.
      Bjão

      Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *