Notas de agosto/2021

Olha, eu não sei por aí, mas por aqui agosto deu uma carreira. Não era o mês mais arrastado do ano? Os tempos estão realmente estranhos. Para mim quem se arrastou foi julho.

  • Agosto foi o mês que tomei a minha primeira dose da vacina. Pensei que esse momento nunca ia chegar. Tive reações mas com um sorriso no rosto.
  • Finalizei o mestrado. Sou oficialmente mestra em Crítica Cultural. ACABOOOÔOOU! Foi um momento muito especial. Estou feliz e satisfeita com a minha trajetória. Tive perrengues (alguns compartilhei na Saga da Mestranda) mas foi uma jornada incrível. Vou compartilhar mais em episódio especial da Saga.
  • Eu também colei grau! Nossa, até rolou um filme na cabeça. Finalizei uma formação pedagógica em Sociologia. Outra etapa importante. Também fiquei feliz com o fim desse ciclo. A sensação de finalizar as coisas é muito boa. Dá uma empolgação para o que virá!
Registro que fiz durante o circuito pelo condomínio que moro.
  • Peguei o gosto pela atividade física por causa do Muay Thai. Isso foi mais ou menos em 2018 (eu acho). Foi uma época tensa e a atividade física me ajudou com ansiedade. Desde então tento ao máximo não deixar esse hábito de lado. Às vezes é complicado. Ainda mais no inverno. Ô preguicinha de se exercitar, né? Tão bom ficar no quentinho da cama. Mas toda vez que sigo disciplinada no plano e vejo os benefícios, me pergunto: por que eu não vou sempre? É tão bom! Tento não me cobrar tanto mas tenho buscado sempre ter consciência dos porquês. Foi cansaço, estava com alguma dor (alô, tendinite) ou foi só preguiça mesmo? Nesse processo eu também aprendi a fazer algo com o que tenho. Então por aqui vale: sessão de ioga ou pilates online; momentos de alongamento; dançar na sala ao som de BaianaSystem; andar de bike e ver o pôr sol; fazer bicicleta ergométrica na academia; andar pelo condomínio. Qualquer coisa, com segurança, está valendo! 25, 30, 45 minutos. Importante é movimentar. A cabeça está sempre a mil (salve, meditação!), o corpo precisa chegar junto nem que seja um pouquinho.
  • Li pouco durante agosto mas finalizei dois livros que super indico: A coragem de ser imperfeito (Brené Brown) e Educação e mudança (Paulo Freire).
  • Vi 4 filmes: Nancy Drew e a escada secreta (Telecine), Mortal Kombat (HBO), Doutor Gama (Globoplay), De volta para o futuro (Telecine) e Viúva Negra (Disney +). Os favoritos foram Doutor Gama e Viúva Negra.
  • Vi 5 séries: Lá Trevê (Netflix), Os visitantes (HBO), Cruel Summer (Netflix), Outer Banks (Netflix), Desaparecido para sempre (Netflix). Dessas as que mais indico são Cruel Summer e Outer Banks (mas só se você curte produções com adolescentes).
  • Tocou muito por aqui: DOCE 22 (Luisa Sonza), Nu com a minha música (Ney Matogrosso), BaianaSystem.

Confira os favoritos de agosto do Diário Cult

  • Finalizei o Treinamento MIND. E fiquei ainda mais empolgada com meditação. Definitivamente é algo que quero praticar cada dia mais.
  • Lancei uma nova identidade visual. Gostei bastante do resultado. E estou empolgada para a nova fase como criadora de conteúdo. Acredito que finalmente tenha espaço e tempo para criar como sempre quis e começar a me enxergar também como uma profissional de criação de conteúdo.

Para setembro eu desejo dias ensolarados e flores na mesa para todos nós. 🌻

Espalhe por aí:

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

4 comentários em “Notas de agosto/2021

  1. Pingback: Notas de setembro/2021 - Jeniffer Geraldine

  2. Pingback: Voltei para o Notion - Jeniffer Geraldine