Pisquei e já chegou o dia 31 de agosto. Os tempos estão realmente estranhos a ponto de até agosto, o mês mais longo do calendário, ter passado voando. Mas, então, chegou o momento de compartilhar por aqui as notas do mês.

O propósito do projeto de conteúdo digital JG

Em julho, compartilhei que estou fazendo mudanças importantes no meu projeto de conteúdo. Estou tirando alguns projetos da gaveta. E cada dia mais estou realmente me encontrando enquanto produtora de conteúdo. Na verdade, é um processo de autoconhecimento relacionado a diversas áreas da vida. Mas, no que diz respeito ao projeto de conteúdo, tenho me visto e me visualizado, cada vez mais, na área de desenvolvimento pessoal, do que como uma booktuber, por exemplo, ou apenas com o recorte em organização para vida acadêmica. 

Estou fazendo a Jornada POP, um curso de organização para produtores de conteúdo, com a Thais Godinho, que é a minha inspiração master nas áreas de produtividade e organização. E esse curso tem me ajudado demais a desenvolver meu propósito, minha missão, e repensar o que quero fazer neste espaço digital. 

Não gosto de rótulos mas entendo que é necessário você ter um direcionamento estratégico para qualquer projeto que queira desenvolver. É saber o que você quer que vai te ajudar a encontrar as pautas a serem abordadas, de que maneira abordá-las, em que canal digital investir. Assim como ajuda a chegar até aqui pessoas interessadas em determinados conteúdos e essa comunidade cresce com pessoas alinhadas em um mesmo propósito.

Pensando em tudo isso e com a proposta de me ver como uma produtora de conteúdo da área de desenvolvimento pessoal, cheguei na proposta de que esse projeto é um espaço sobre inspirações para desacelerar e viver bem. E ao escolher a palavra inspiração brinco com a ideia de inspirar ações. Aqui eu quero compartilhar as minhas vivências e conhecimentos sobre essa jornada que é buscar viver de forma mais leve, mais significativa, no mundo contemporâneo que tem suas maravilhas mas também muitos desafios. 

Sendo assim, o projeto de conteúdo digital JG é um espaço sobre inspir(ações) para desacelerar e viver bem

Comento sobre leituras para desenvolvimento pessoal, formação de consciência crítica e lazer. Porque eu acredito muito no poder da leitura para transformar nossas práticas diárias, o nosso modo de viver e estar no mundo. 

Compartilho dicas de organização e produtividade para vida pessoal, estudos e home office. Faço esses recortes de estudo porque me considero uma eterna estudante. E o recorte de home office é porque é a minha realidade atual na área de trabalho. 

Escrevo crônicas porque amo escrever. E acho o gênero crônica um dos mais livre para simplesmente deixar a escrita fluir. E também porque muito do escrevo vem por me considerar uma observadora do cotidiano. É do dia a dia que nasce a inspiração para escrever. 

E converso com pessoas sobre suas vivências. Eu acredito muito no poder da escuta. Ouvir o que o outro tem a dizer, a partir do seu lugar de fala, nos faz perceber que viver é reconhecer e acolher as diferenças. E são as diferenças que fazem o viver ser um novo recomeço a cada dia, é o que traz as surpresas para o dia a dia.

Sobre aceitar que estou envolvida em coisas demais

Agosto também foi o mês que eu disse para mim mesma: olha, se você quer levar ainda mais a sério o seu propósito do JG e fazer esse projeto de conteúdo uma das prioridades, você precisa rever tudo o que está fazendo atualmente, entender para onde está lançando seu tempo e sua energia. Me chamei na xinxa, como dizemos aqui na Bahia! 

E foi muito importante fazer esse exercício. Eu simplesmente coloquei no papel todos os projetos que estava envolvida, desde projetos de leitura até atividades no mestrado. E percebi que poderia cortar já diversas atividades, encubar alguns projetos, e me dedicar muito mais ao que realmente era/é prioridade no momento, seja por demandas externas ou demandas internas – aquele desejo que bate de se dedicar mais a um projeto pessoal (como o JG Conteúdo).

Foi um exercício poderoso. E que eu nem esperei começar um novo mês para fazer essas mudanças. No meio de agosto já estava cortando algumas coisas e implantando outras. Escrevi até sobre esse processo para a newsletter Notas da Vida que recebeu o título “Sobre janelas e desacelerar”. Te convido a fazer a leitura.

Série Doces Magnólias

E como eu sempre gosto de trazer para as notas do mês um produto cultural, dessa vez escolhi a série Doces Magnólias, disponível na Netflix. A escolha tem a ver também com recomeços, mudanças significativas na vida, priorizar laços verdadeiros que nos apoiam e nos levam sempre para um caminho do bem, por mais que todo o resto pareça um caos. 

Doces Magnólias é uma série dramática sobre três amigas que vivem numa cidade pequena chamada Serenity. As três mulheres formam uma aliança leve e forte para tentar lidar com vizinhos fofoqueiros, problemas do passado, família, maternidade, carreira e romances. 

Então essas foram as notas do mês de agosto. Te convido a me acompanhar também em outras redes sociais. Toda semana tem conteúdo exclusivo no Instagram. Todo mês tem crônica nova na newsletter Notas da Vida.  Me conte nos comentários como você está por aí! E te desejo um bom setembro! Até a próxima!

Conteúdo em vídeo:

Escute em uma das plataformas de podcast:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *