Notas da vida 001 – Sobre descanso

Eu e Nino assistindo The Blacklist

Ficamos uns 10 dias sem publicações no blog porque eu me dei férias de “bunda na cadeira” e do home office. Férias parece algo muito distante de acontecer, mesmo sendo praticante da proposta de “um pouco de férias no dia a dia”, quando você é freela e ainda pesquisadora. Aquele período sem nada para fazer, sem nenhum compromisso, não existe mesmo!

Sempre tem um livro para ler que demanda tempo e energia. Sempre tem um vídeo para ver. Uma aula para assistir. Um curso que pagou e nunca completou. Um artigo para fundamentar e tentar publicar. Uma reunião de grupo de estudo para participar da discussão de algum texto.

Só que era São João e eu achei que seria uma boa ideia fazer uma pausa de tudo e descansar a cabeça e o corpo. E foi a melhor coisa que fiz!

Não li nada que possa ser considerado extremamente útil.

Maratonei The Blacklist, na Netflix.

Dei boas risadas e fiquei besta com as situações do reality A Ponte – Brasil, na HBO.

Vi Doutor Estranho no Multiverso da Loucura, na Disney+.

Brinquei e dormi com Nino, o novo mascote da família.

Aproveitei para fazer uma limpeza dental que devia ter feito em abril.

Fiz 3 sessões de acupuntura, massagem e ventosaterapia. E o fisioterapeuta disse que tirou 2 sacos de cimento dos meus ombros. E ele tirou mesmo! Talvez até mais que isso. Sinto um alívio até hoje. E queria que durasse mais um pouco porque a sensação de não sentir dor é a melhor do mundo!

Tomei muito licor. Comi muito amendoim e outras guloseimas maravilhosas desta época como milho cozido e bolo de aipim. Isso tudo ao lado da família com boas risadas e resenhas.

Tirei dois dias com minha mãe para escolher roupas e sapatos novos. Eu não gosto muito de fazer isso, mas estava precisando. E fomos com calma renovar meu guarda-roupa. Eu perdi muita roupa e sapato por conta da pandemia.

Fui até em um show de Calcinha preta, mesmo repetindo por 3 dias que não iria. No final, fui, dancei, cantei, revi amigos e conheci novas pessoas. Voltei para casa com o tamanco emprestado na mão. Ou seja, foi ótimo!

Estou listando tudo isso para lembrar de sempre criar momentos de descanso/lazer por lazer. 

Sempre vai ter algo para fazer. É a ordem do tempo em que vivemos. Cabe a cada um se permitir criar pausas longas, aquelas maiores que o intervalo do pomodoro. 

Espalhe por aí:

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

17 comentários em “Notas da vida 001 – Sobre descanso

  1. Amei esse post!
    Eu estou precisando de um descanso, sem pensar em cursos que paguei e não terminei e sem pensar em trabalho (ser autônoma tem as desvantagens). Deu até saudade de fazer uma fentosaterapia!
    Bom, eu amo essa época em que as comidas são todas gostosas!
    Que fofinho do Nino!

    • Eu amei ventosaterapia! Que alívio! Espero que em breve você consiga criar um tempo para o descanso por aí. Bjs

  2. Precisamos muito dessas pausas, dessas quebras de ritmo insano que nos é imposto (ou que nós mesmos criamos), precisamos de eventos magníficos e lúdicos como as festas juninas. O tempo fluindo sem a tirania da produtividade: é preciso retomar tais momentos. Sempre bom poder fazer isso. 🙂

  3. Que maravilhoso! Fiquei com vontade de fazer o mesmo. Mas pra mim o que mais cansa é o serviço de casa e desse não dá pra tirar férias! hehehehehe

    • O serviço de casa não tem jeito hahaha Ainda mais quem gosta de tudo sempre limpo e organizadinho. 😀

  4. menina que delícia esses dias! faz tanto tempo que não sei o que é passar mais de 2 dias sem trabalhar (sem ser por motivos de doença) que ando pensando muito que PRECISO de férias. sério. amei demais isso das sessões de acupuntura, massagem e ventosaterapia. tô precisando tb! kkkkk nico fofo demaisss

    • nossa, essas sessões são mágicas!!! vou sempre guardar um dinheiro para elas hauhuhaa
      <3

  5. Oi Jeniffer, que dias delicinha. Eu também me tornei adepta e faz pouco tempo de um pouco de férias nos meus dias e isso faz bem. Que gostoso ler seu texto, me deu uma alegria, aquele quentinho no coração. Aquele sentimento de que a gente precisa ser legal com a gente. Beijo

  6. Ai, a pausa sem culpa… É a pausa da mente, porque se ela não para, o corpo parece também não descansar.

    Sigo em busca, porque tô precisando hehe.

    Beijos!

  7. Pingback: notas da vida: junho/2022 - Jeniffer Geraldine - blog

  8. Eu preciso muito disso, descanso de verdade, tenho que sair de casa, pois se fico aqui vez ou outro vou pro notebook e faço algo relacionado a trabalho. Massoterapia, maravilhoso, preciso também rs. Muito bom tirar tempo pra nós.

    • aqui eu tenho hora para ligar e desligar o notebook. e durante o horário do almoço coloco em modo “descanso”. não passo perto. justamente para esquecer um pouco dele.
      bjs

  9. sempre teremos alguma demanda né? e é muito fácil esquecer as da mente, do corpo. desacelerar é importante também, seja para criar novas memórias ou simplesmente fazer vários nadas haha 🙂