Sem esforço (Greg McKeown) | Livro

Greg McKeown é autor do livro best-seller Essencialismo. Em 2021, Greg lançou Sem Esforço. No Brasil, a obra foi publicada pela Editora Sextante com tradução de Beatriz Medina.

A proposta de Sem Esforço é nos mostrar como tornar mais fácil o que é essencial – aquilo que julgamos ser o mais importante em nossas vidas.

Gosto muito do trabalho do Greg. Essencialismo é um dos meus livros favoritos da vida. E já quero dizer que Sem esforço entrou para a lista também.

Sem esforço é um livro que traz reflexões e práticas significativas sobre como simplificar a nossa vida, não apenas com a ideia de trazer praticidade mas também de realmente nos envolvermos com o que é importante sem cair na armadilha de tornar o importante cansativo e pesado.

A introdução que tem o título “Nem tudo tem que ser tão difícil” é muito boa! Um ótimo convite para embarcarmos nessa jornada de simplificar o essencial. E a conclusão – “AGORA: o que acontece em seguida é o que mais importa” – é emocionante. O Greg colocou um tom bastante pessoal para concluir o livro e isso deixou tudo ainda mais convidativo. O livro é dividido em três partes: Primeira – Estado sem esforço; Segunda – Ação sem esforço; Terceira – Resultados sem esforço.

Logo abaixo vou compartilhar alguns dos aprendizados do livro para te motivar a conhecer o trabalho do Greg e fazer a leitura completa de Sem esforço.

Alguns aprendizados do livro Sem esforço, do Greg McKeown:

O que é o estado sem esforço

É quando você está com o físico descansado; emocional aliviado; mental energizado; 100% presente, atento e focado no essencial; faz com facilidade o que é importante.

Inversão sem esforço

Pergunte-se sempre: “e se isso fosse mais fácil?”;

Buscar resolver problemas com foco, clareza e calma;

Fazer coisas investindo “menos” esforço.

Trazer alegria para rotina

Trabalho e diversão podem se complementar;

O melhor dia é hoje. A melhor hora para relaxar é agora;

Crie bloquinhos de alegria ao longo do seu dia;

Trilha sonora transforma qualquer atividade chata em diversão;

Alegria da experiência é recompensa suficiente;

Combine atividades essenciais com atividades divertidas.

Períodos de renovação

Alterne períodos intensos de esforço com períodos de renovação.

“Quando estiver buscando inspiração, a coisa mais fácil a fazer é descansar os olhos. Sente-se em sua cadeira favorita. Ajuste o despertador, deixe um lápis à mão e escreva o que vier à mente quando seus olhos se abrirem.” (p. 93)

Observar é diferente de ver

Observar é manter a atenção, a presença, a consciência aguçada e a concentração no que é importante. Greg ainda diz que o maior presente que podemos dar para alguém é a nossa presença real.

“Estar no Estado Sem Esforço é estar consciente, alerta e presente, mesmo diante de informações em rápida evolução e do massacre interminável das distrações. E isso não é pouco, porque, nesse estado de atenção acentuada, nós enxergamos de um jeito diferente. Somos capazes de nos concentrar no que importa. Notamos coisas que sempre estiveram bem debaixo do nosso nariz mas que não percebíamos.” (p. 100)

Simplificar

Buscar sempre a simplicidade no fazer;

Reduzir passos e reduzir a complexidade;

Perguntar sempre: “quais são os passos mínimos necessários?”;

Desocupe-se do desnecessário para fazer pelo menos o básico.

Ritmo

Estabelecer um ritmo firme, constante e sustentável para realizar qualquer coisa;

Estabelecer limites inferiores e superiores: “nunca menos do que X, nunca mais do que Y”.

“Quando estamos tentando alcançar algo importante para nós, é tentador dar uma arrancada forte logo ao partir. O problema é que ir depressa demais no começo quase sempre vai nos fazer desacelerar pelo resto do caminho.” (p. 158)

“Encontrar a faixa ideal nos mantém avançando em um ritmo firme para que o progresso seja constante”. (p. 163)

Princípios

Em vez de se importar tanto com métodos, se importar um pouco mais com princípios;

Métodos são úteis para resolver um tipo específico de problema e traz um resultado linear. Já os princípios podem ser aplicados sempre. Eles são universais e atemporais. Proporcionam resultado residual.

“Aliás, a palavra principia significa ‘princípios básicos, inícios ou elementos fundamentais’. Os princípios básicos são como tijolos de conhecimento: depois de entendê-los, é possível aplicá-los centenas de vezes.” (p.180)



Conteúdo em vídeo


Espero que este post tenha te deixado com vontade de ler mais de Sem Esforço e de conhecer o trabalho do Greg. 😉

Espalhe por aí:

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *