Skip to content →

Categoria: Literatura

Psicose – livro e série

psicose_cena_classica

A imagem acima é uma colagem da cena clássica do filme de horror e suspense Psicose (1960) que foi dirigido por Alfred Hitchcock e se tornou um sucesso do cinema norte-americano. O filme Psicose foi, na verdade, baseado no livro de mesmo nome escrito por Robert Bloch, em 1959. O escritor se inspirou no caso do psicopata Ed Gein que, em 1957, ficou famoso por chocar a sociedade com seus crimes macabros e cruéis.  Ed decapitava suas vítimas e gostava de exumar cadáveres do cemitério local para fazer troféus e objetos para sua casa.

6 comentários

A Contadora de Filmes – Hernán Rivera Letelier

A Contadora de Filmes, do escritor chileno Hernán Rivera Letelier, chegou ao Brasil através da Editora Cosac Naify. O livro recebeu uma edição caprichada com tradução de Eric Nepomuceno e texto de orelha de Walter Salles, cineasta que tinha a pretensão de levar a história para as telas do cinema – desde 2012 que há notícias sobre a adaptação mas não foram divulgadas novas informações sobre o filme (leia aqui!).

6 comentários

A Filha Perdida – Elena Ferrante

A Filha Perdida é o terceiro romance da escritora italiana Elena Ferrante. Publicado em 2006, o livro chegou ao Brasil este ano através da editora Intrínseca. Ferrante ficou conhecida por causa da sua série Napolitana – A Amiga Genial, História do Novo Sobrenome, História de quem foge e de quem fica e Storia della bambina perduta (ainda sem título no Brasil)

8 comentários

Os abraços perdidos

Os abraços perdidos é o primeiro romance do escritor João Chiodini publicado em 2015 pela Editora da Casa. João é editor de livros e também autor do livro de contos Delírio Real de um Amor Imaginário.

Em Os abraços perdidos encontramos um drama familiar que vai discutir o tema paternidade, através da história de Pedro e seu pai, Antônio Carlos. O livro intercala dois narradores e dois tempos: Pedro falando sobre sua infância com o pai alcoólatra e agressivo, e o narrador em terceira pessoa contando sobre os dias atuais do personagem principal, que acaba de descobrir que será pai.

Deixe um comentário

Carrie, a Estranha

carrie_a_estranhaCarrie, a estranha é o primeiro livro publicado pelo escritor Stephen King, em 1974. É um clássico do gênero terror que conta a história de Carrie, uma garota deslocada, vítima de bullying na escola e de uma mãe fanática religiosa.

Stephen King escreveu um romance rico tanto no enredo como no formato. Conhecemos a história de Carrie através de recortes de documentos, livros, notícias e depoimentos que enriquecem a narrativa e nos apresenta várias versões sobre quem é a garota estranha da Thomas Ewen High School.

Carrie sempre sofreu bullying na escola mas após ficar menstruada pela primeira vez no vestiário, na frente de todas as colegas, e ser zombada por isso, a situação se complicou ainda mais para menina. Principalmente porque, a partir daquele momento, Carrie tomou consciência da sua telecinese, ela tinha a habilidade de movimentar objetos com a mente e até mesmo de fazer transmissão telepática.

2 comentários

O Bebê de Rosemary

o_bebe_de_rosemaryO Bebê de Rosemary é um clássico de terror escrito por Ira Levin e publicado em 1967. O livro conta a história do casal Rosemary e Guy Woodhouse que acabaram de se mudar para o apartamento dos sonhos em Nova York, apesar do imóvel ter sido cenário de uma morte, e está localizado no Bramford, um prédio antigo, rodeado de mistérios e moradores estranhos.

Rosemary é dona de casa, pertence a uma família religiosa, mas está afastada dos parentes, e Guy é um ator iniciante, ambicioso, que espera ansiosamente pelo seu grande momento de fama. Na nova moradia, eles conhecem Minnie e Roman, dois idosos atenciosos, até demais, chegando ao ponto de em alguns momentos serem inconvenientes. Minnie e Roman sempre recebem amigos em casa para reuniões e jantares. Em um jantar, Guy e Rosemary foram convidados. A princípio, Guy se opõe ao jantar, mas acaba cedendo por causa da esposa. Porém após a reunião as coisas mudam. Guy que não tinha simpatia pelo casal, passa a ter e a frequentar a casa deles, obrigando assim Rosemary a também se aproximar dos dois, apesar dela não querer pois passa a desconfiar de Minnie e Roman.

7 comentários

Uma infância diferente

Ao pensar em infância, logo imaginamos uma fase cheia de alegria, mas para muitas crianças não é bem assim. Nem tudo é um conto de fadas. Há crianças que precisam lidar bem cedo com as adversidades da vida. Na literatura, temos alguns livros que exemplificam essa infância/adolescência “diferente” e é preciso lê-los em casa, na sala de aula, nas comunidades, em todo lugar.

12 comentários

Pollyanna e o Jogo do Contente

Sempre ouvi falar de uma tal “síndrome de Pollyanna” mas não sabia do que se tratava até me indicarem a leitura do clássico infantojuvenil Pollyanna, da escritora Eleanor H. Porter.

A história da menina Pollyanna foi publicada pela primeira vez através de capítulos em um jornal de Boston, no ano de 1912. Apenas em 1913, virou livro e tornou-se um sucesso editorial marcando a infância de muita gente. E em 1915, Eleanor escreveu a continuação Pollyanna Moça.

14 comentários