Leituras de janeiro/ 2022

Janeiro foi um mês bom de leituras. Comecei lendo o livro com grande chance de ser a primeira grande leitura do ano, Malibu Renasce (Taylor Jenkins Reid), que atendeu super as expectativas. Leitura fluída com drama familiar e a aventura/ desventura de jovens adultos. Do jeitinho que eu gosto!

Seguindo a proposta de intercalar ficção e não ficção li o A única coisa (Gary Keller e Jay Papasan). Uma boa surpresa. Gostei demais do livro e da edição. A única coisa conversa bastante com Essencialismo e o Sem Esforço, do Greg Mckeown. E reafirma as propostas de focarmos no presente e realizarmos ações alinhadas aos nossos propósitos. A simples pergunta “Qual é a única coisa que possa fazer agora?” é uma pergunta poderosa.

A terceira leitura do mês foi o A pequena livraria dos sonhos, da Jenny Colgan, para iniciar o projeto de leituras leves. Acho tão gostosinho ler livros sobre o poder dos livros, leitura, literatura e recomeços. Gostei bastante!

Em janeiro, li também o Erra uma vez, do Tiago Henriques, que tem um perfil bem legal no Instagram, o Tira do Papel. Os temas abordados são criatividade, insegurança artística, perfeccionismo, procrastinação. Tudo isso com com os desenhos do Tiago que já são famosos por conta do seu Insta e canal no YouTube. É uma experiência visual bem agradável.

Para fechar, li o Slow Reading e foi o livro que não gostei tanto de ler no mês. Talvez por ter lido em uma semana que não estava totalmente bem. Mas fiquei apenas com a sensação de que são recortes de uma pesquisa maior. De qualquer maneira a ideia da leitura reflexiva, uma leitura mais atenta, foi reforçada.

Conteúdo em vídeo

Espalhe por aí:

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

2 comentários em “Leituras de janeiro/ 2022

  1. Também adorei Malibu Renasce! Fiquei bem curiosa com o “A única coisa” porque venho trabalhando minha cabeça para dar atenção às coisas com mais carinho, mais cuidado, sabe? E isso vem se refletindo muito no meu dia-a-dia, nas minhas escolhas, nos meus desafios. Enfim, é o tipo de leitura que pode validar até o movimento que eu venho fazendo meio no achismo. Obrigada por compartilhar!

    • Ah, então, A única coisa vai ser bem útil para você.
      bjs