Greenleaf – fé, escândalos e corrupção

Greenleaf estreou nos EUA em junho de 2016, através do canal OWN (Oprah Winfrey Network). E, em março de 2017, chegou ao Brasil pela Netflix. A série foi criada por Craig Wright (Lost, Six feet under) e tem produção executiva de Oprah Winfrey e Clement Virgo.

Com um elenco majoritariamente negro, Greenleaf conta história de uma família de cristãos e sua megaigreja protestante Irmandade do Calvário, localizada na cidade de Memphis (Tennessee). Mas não pense que os episódios são voltados aos cultos, ensinamentos bíblicos e a vida cristã, o foco da série é escancarar o que está por trás da pregação de domingo do bispo James (Keith David) e todo seu império.

Durante os trezes episódios da primeira temporada, a série vai soltando pouco a pouco os mistérios que envolvem os Greenleaf, muitos deles envolvem temas polêmicos que são totalmente inaceitáveis na vida de um cristão: corrupção, lavagem de dinheiro, assédio sexual, adultério, pedofilia, ganância, uso de drogas.

E tudo começa com a volta da filha pródiga, Grace (Merle Dandridge), para a cidade natal devido a morte da sua irmã, Faith (Terri Abney). Grace é a menina dos olhos do bispo James, pregadora nata, deveria ser a sua sucessora na igreja, mas saiu repentinamente de Memphis para viver longe da família. Conseguiu ser bem sucedida longe dos pais e teve uma filha, Sophia (Desiree Ross). Ela volta, principalmente, por suspeitar que a morte da irmã não foi um suicídio. E isso causa sérios problemas na paz do lar Greenleaf. Grace não é bem recebida pela mãe, Lady Mae (Lynn Whitfield). As duas claramente possuem problemas no relacionamento, mas o motivo também é mais um dos mistérios da série.

Além das personagens citadas acima, há também o filho Jacob (Lamman Rucker) e a sua esposa Kerissa (Kim Hawthorne); a filha Charity (Deborah Joy Winans) e o esposo Kevin (Tye White); e os netos. Todos moram na mansão Greenleaf o que torna cada refeição um show de drama e tensão. Fora da mansão, moram dois personagens importantes para a trama e ambos são irmãos de Lady Mae, Mavis (Oprah Winfrey) e Mac (Gregory Alan Williams).

Na Irmandade do Calvário, onde todos repetem a cada instante “Deus é bom o tempo todo”, as paredes foram erguidas às custas da fé dos irmãos que buscam na Igreja um ponto de apoio e conforto, e aqueles que pregam a palavra parecem ser mais sujos do que os que a buscam pelo perdão. E ainda os ensinamentos sagrados são utilizados como justificativas pelos erros cometidos.

O elenco é muito bom. Destaque para as atuações sensacionais de Keith David (bispo James), Merle Dandridge (Grace), Lynn Whitfield (Lady Mae), Kim Hawthorne (Kerissa) e a própria Oprah Winfrey (Mavis).

É uma série intrigante que coloca em evidência os escândalos escondidos atrás dos muros dos grandes templos religiosos.

No YouTube:

 

Espalhe “Greenleaf – fé, escândalos e corrupção” por aí! 😉

14 Comentários

    • Jeniffer Geraldine Reply

      Pode colocar na lista que é sucesso!
      Bjão

  1. Minha irmã me falou dessa série. Dias atrás. Indicou pra assistir. E eu tinha colocado na minha listinha pra assistir a série no Netflix. Agora fiquei com mais vontade ainda! Vou ver essa semana.

    Viu que coloquei a minha foto no post 2 sobre cabelo crespo? Segui seu conselho!

    Bjs

    http://belsantanna.com/

    • Jeniffer Geraldine Reply

      Prepare-se para uma maratona maravilhosa hahaha
      Opaaa, vou ver agora! Que bom! 😀
      bjão

    • Jeniffer Geraldine Reply

      A fila não para de crescer, né?!
      Hahaha
      Veja! Espero que vc goste.
      Bjao

  2. Muito bom ver produções como essa após Spotlight ter reconhecimento em uma premiação como o Oscar. Tratar sobre assuntos religiosos com um olhar crítico e não apenas preconceituoso é importante pra refletirmos sobre o que a sociedade vivencia todos os dias, já que a religião é muito presente em todo o mundo. Não conhecia a série, mas fiquei muito interessada em assistir. Espero encontrar uma brecha entre as outras tantas produções de TV que estou assistindo no momento pra apreciar essa ><

    • Jeniffer Geraldine Reply

      Spotlight é maravilhoso! Ainda preciso ler o livro.
      Acho, inclusive, um momento propício para falar sobre esses temas.
      Veja. Acredito que não vai se arrepender.
      bjão

  3. WEYLANE RIBEIRO MACHADO ALCANTARA Reply

    Assisti a primeira temporada da série e amei. Realmente retrata a realidade de muitas denominações. Assistam, recomendo totalmente.

    • Jeniffer Geraldine Reply

      Estou ansiosa pela 2ª temporada o/
      bjão

Deixe um comentário:

Navigate