Em busca de leituras leves

Já faz um tempo que estou em um desafio pessoal de abrir mais espaço para leituras leves na minha rotina.

Hoje eu defino leitura leve como um livro com final feliz. Parece simples. Mas não é. Eu estou falando aqui de leitura com aquele final feliz explícito em que a autora só faltou escrever o famoso “e viveram felizes para sempre”. Talvez você esteja se perguntando: mas por que essa busca? Porque as leituras por aqui estão sendo bastante densas. Ótimas leituras mas densas. Literatura com enfoque em raça, gênero e classe é literatura densa.

E eu também gosto de drama. Não posso mentir. Sempre estou lendo mais um livro com família disfuncional. E esses temas dramáticos também estão presentes na escolha dos filmes e das séries. É, eu gosto do drama. Mas achei que precisava dar uma pausa e de vez em quando escolher algo leve para ler.

Foi assim que no final do ano passado dei início a esse desafio pessoal. Eu juro que joguei no Google: “leituras leves”. Naveguei por alguns blogs e encontrei boas indicações, até que cheguei em uma coleção chamada Romances de hoje, da Editora Arqueiro. A coleção tem títulos como O café da praia, A adorável loja de chocolates de Paris, A casa dos novos começos, A padaria dos finais felizes. Sério, gente, não tem como não ter um final feliz ou não ser uma leitura leve.

Acabei escolhendo o A pequena livraria dos sonhos, da Jenny Colgan, escritora nascida na Escócia e fã de Doctor Who. A definição foi bem subjetiva e óbvia, sou leitora e apaixonada por livrarias.

Em A pequena livraria dos sonhos acompanhamos a história de Nina Redmond, leitora e bibliotecária, definida também pela autora como “uma pessoa quieta e isolada, e observava o mundo através dos romances que adorava ler”.

O problema de Nina é que a biblioteca pública em que ela trabalha estava fechando para se tornar uma loja multimídia. A leitora fica sem emprego e sem muitas esperanças. Além disso, a sua amizade com a colega de casa, Surinder, estava meio abalada porque Nina estava cada dia mais enchendo o lar de livros. Até que um anúncio de venda de uma van reacende um sonho antigo: criar uma livraria móvel e sair pela Escócia espalhando o poder da literatura.

Nina acaba deixando-se levar pelo sonho e contrariando as expectativas de todos, inclusive da melhor amiga, resolve investir todas suas economias na compra da van que está em um vilarejo nas Terras Altas da Escócia.

A nova oportunidade que Nina se dá através do amor pelos livros muda completamente sua vida. Ela acaba indo para um vilarejo que precisava dela e da sua van livraria, assim como Nina precisava de um recomeço e como disse sua amiga viver além das páginas dos livros.

O A pequena livraria dos sonhos é um romance leve e gostoso de ler, ainda mais para pessoas apaixonadas por livros e leitura. Acho que não conheço alguém do mundo dos livros que já não sonhou em ter uma pequena livraria, um sebo, um clube do livro, uma barraquinha para espalhar o amor pela literatura. A obra também celebra o poder da leitura em transformar vidas e reforça a ideia de que existe pelo menos um livro para cada pessoa no mundo.

Algumas citações

Porque um dia com leitura é sempre um pouquinho melhor do que um dia sem leitura, e eu desejo a você uma infinidade de dias maravilhosos. (Jenny Colgan)

Quando ficava triste, os livros eram seu consolo; quando se sentia só, eram eles seus amigos. Eram eles que cuidavam do seu coração partido e a encorajavam a manter a esperança quando estava na pior.

Além do mais, qual é o problema de ler, hein?

– Não tem problema algum – respondeu a amiga –, como eu já falei um milhão de vezes. Mas agora parece que você enfim está fazendo as duas coisas: lendo e vivendo, lendo e vivendo. E depois de novo, e de novo.

Ler é existir na história. Ben franziu os olhos, pensando. – É como estar lá de verdade? – É como estar lá de verdade. Você se conecta direto ao cérebro do escritor. Só você e ele. Você vivencia o que ele vivencia.


  • Adquira o livro na Amazon através deste link e colabore com o blog! 😉
Espalhe por aí:

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Um comentário em “Em busca de leituras leves

  1. Pingback: Leituras de janeiro/ 2022 - Jeniffer Geraldine