Como eu faço o Bullet Journal

O Bullet Journal é um sistema de organização totalmente personalizável criado pelo designer Ryder Carroll. A ideia é que você possa organizar toda a sua vida em um só lugar. Os bullets são os símbolos que usamos para categorizar cada tarefa. Provavelmente você já usa algum desses símbolos há muito tempo se for uma pessoa louca por listas.

Ryder explica como criar um bullet journal seguindo o modelo criado por ele:

Eu tentei criar o meu bujo seguindo o modelo padrão, mas não deu muito certo. Acho que é muita informação e se você fizer uma pesquisa no Pinterest ou YouTube encontrará verdadeiras obras de arte. Não sou uma pessoa com talento para canetinhas coloridas, apesar de amá-las, e para mim o menos é mais! E o próprio conceito do bullet journal é fazer mais com menos. Então adaptei para um formato que está funcionando comigo. E o objetivo da ferramenta do Ryder é justamente ser algo prático, simples e flexível. Você faz o seu bullet journal do jeito que for melhor pra você.

Como eu faço:

  1. Capa
  2. Como foi o mês que passou? I 3 coisas boas I O que posso melhorar?
  3. Log do mês (Registro do mês)
  4. Planos para o mês atual I 3 metas
  5. Controle financeiro: tudo que preciso pagar e a data de vencimento
  6. Leituras: registro de leituras do mês/ano
  7. Mood board (Mural de inspirações) I Frases autoafirmativas
  8. Metas da semana I 3 coisas boas da semana – o que quero fazer durante a semana + as coisas boas que aconteceram (agradecer)
  9. Log do dia (Registro do dia): tarefas do dia + registro de sentimentos, pensamentos (quase um diário)

Os bullets que uso:

– para sinalizar uma tarefa

> tarefa adiada

tarefa cancelada

✓ tarefa concluída

No vídeo abaixo comento qual o objetivo de cada página do meu bullet journal:

Uso o bullet journal para: organizar minhas tarefas, estabelecer metas, controle financeiro, life planner, diário, moad board. Já fico imaginando que material rico terei ao final do ano sobre mim. E, você, o que tem feito para planejar sua vida?

 

Você pode gostar também de

Comentários 7

  • Camila Faria

    30 de janeiro de 2017

    Responder

    Oi Jeniffer, acho que o interessante do BuJo é justamente isso: cada pessoa acaba adaptando e fazendo do seu jeitinho. Não existem regras fixas e isso é maravilhoso!

    • Jeniffer Geraldine

      30 de janeiro de 2017

      Responder

      Isso mesmo, Camila!
      Estou adorando usá-lo e do meu jeitinho. 😀

  • letrasecosturas

    30 de janeiro de 2017

    Responder

    bullet journal ajudou muita a minha desorganização, ainda me deixa contente quando consigo realizar tudo o que coloquei no dia! porém, uso um caderninho semestral! mas acho que no próximo ano vou usar um para o ano todo mesmo!
    :**** muá!

    • Jeniffer Geraldine

      30 de janeiro de 2017

      Responder

      Ah, caderninho semestral também é válido. Você já mostrou no blog? Fiquei curiosa pra ver.
      Bjão!

  • Paula B

    31 de janeiro de 2017

    Responder

    Eu acho legal a metodologia do BuJo mas pra mim prefiro planner, preciso de uma coisa mais engessada, muito solto eu acabo largando mão!

    • Jeniffer Geraldine

      1 de fevereiro de 2017

      Responder

      Te entendo, Paula. E to engessando o bujo para mim. hahahaha
      bjão

Deixe uma resposta